Abertura da 7ª Conferência Municipal de Saúde discute avanços e melhorias

aberturaA 7ª Conferência Municipal de Saúde de Campina Grande foi aberta na noite desta quarta-feira, 8, no auditório do Colégio Imaculada Conceição, Damas. A abertura foi feita pelo prefeito Romero Rodrigues, contou com a apresentação do Coral Coro em Canto da Universidade Federal de Campina Grande e das crianças do projeto “Samu na Escola”, da Escola Municipal Anésio Leão.

O tema inicial da Conferência foi “Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas. Direito do povo brasileiro”.

O primeiro dia foi com portas abertas para o público, abrindo espaço para a participação popular na discussão sobre a saúde. Alguns vereadores da cidade também participaram da abertura assistindo a discussão sobre o Sistema Único de Saúde.

“Devemos levar muitos tópicos aqui discutidos para a Câmara Municipal”, disse o membro da Comissão Temática da Saúde do Poder Legislativo campinense João Dantas.

A Secretária de Saúde do município, Luzia Pinto, apresentou as mudanças e avanços da saúde municipal.

“É um desafio imenso fazer saúde pública de qualidade, mas eu falo como quem tem esperança, com a experiência de quem dedica uma vida ao SUS, afinal, são mais de três décadas trabalhando em saúde pública. Levo esta missão como um sacerdócio por acreditar em Romero Rodrigues como um gestor que tem sensibilidade com a saúde. Precisamos nos unir para avançar ainda mais e tenho certeza que o saldo desta conferência será muito positivo”, disse.

Muitas pessoas foram até o auditório com faixas e cartazes com agradecimentos à gestão pelas melhorias nos serviços e atendimentos.

“Eu agradeço porque o serviço mudou muito no Hospital Dr. Edgley depois que a Prefeitura assumiu e não é somente por mim. Eu estou aqui gratuitamente para parabenizar porque meus vizinhos e familiares precisam deste hospital”, disse a empregada doméstica Jaqueline Dias. Uma moradora do Jeremias entregou uma placa em agradecimento ao prefeito Romero Rodrigues pelas melhorias no seu bairo, nos Cuités e no Araxá.

O conferencista Adriano Macedo destacou o trabalho da gestão pela saúde da cidade. “Eu parabenizo o prefeito Romero Rodrigues porque consegui perceber que ele defende com muita garra a saúde deste município e não é fácil investir e ampliar os serviços como Campina tem feito em meio a um cenário de corte de recursos, de tabela de repasse de verbas defasada”, disse.

A Conferência ocorre a cada quatro anos e os debates configuram um documento final que ajuda a orientar a gestão municipal nas prioridades e necessidades das pessoas, das instituições e das classes trabalhadoras em saúde.

O evento elege delegados que ficam responsáveis por acompanhar o andamento da execução das propostas e soluções discutidas na Conferência. Neste ano, questões como o uso da tecnologia na medicina, democratização dos serviços, formas de financiamento da saúde e celeridade na marcação de exames e consultas são discutidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial