Caravana do Coração é encerrada na cidade de Mamanguape com mais de 1.500 atendimentos

coracao3A terceira edição da Caravana do Coração foi encerrada, neste sábado (11), na cidade de Mamanguape. Durante todo o percurso, a equipe multiprofissional, percorreu em um ônibus 13 municípios paraibanos, beneficiando um total de 100 cidades, realizando 6.244 procedimentos e 1.541 atendimentos, sendo 959 crianças, 83 gestantes, além de 499 adultos, que passaram por avaliação no Quiosque da Saúde, espaço onde a população pôde verificar a pressão arterial e obter outros serviços de saúde.

Um total de 326 crianças apresentaram problemas cardiológicos, o que representa 31,3% das crianças e gestantes atendidas. Oitenta e duas crianças vão necessitar de procedimentos cirúrgicos. Desses, 30 serão realizados com maior urgência. A ação ainda realizou 705 capacitações para médicos e profissionais de saúde. Durante toda a trajetória da Caravana foram 1.880 km percorridos.

A Caravana é desenvolvida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, em parceria com a ONG pernambucana Círculo do Coração, e iniciou, no dia 29 de junho, na cidade de Cajazeiras, e foi encerrada na cidade de Mamanguape.

As avaliações aconteceram nas cidades de Cajazeiras (29), Sousa (30), Catolé do Rocha (1), Pombal (2), Itaporanga (3), Patos (4), Princesa Isabel (5), Monteiro (6), Esperança (7), Picuí (8), Guarabira (9), Itabaiana (10) e Mamanguape (11).

Neste sábado foram realizados 464 procedimentos e atendidos 132 pacientes, sendo 81 crianças e cinco gestantes, além de 46 adultos. Do total de crianças avaliadas, 17 apresentaram problemas cardíacos, o que representa 19,8%. Desse número, sete crianças vão passar por procedimento cirúrgico. A ação beneficiou 11 municípios do Vale: Mamanguape, Itapororoca, Baía da Traição, Marcação, Rio Tinto, Cuité de Mamanguape, Jacaraú, Pedro Régis, Capim, Mataraca e Marcação. O trabalho ainda proporcionou 23 capacitações para médicos e profissionais de saúde.

No local, um ambiente acolhedor foi instalado com salas de nutrição, assistência social, ecocardiograma, laudo médico, além de um espaço lúdico, onde as crianças e familiares eram recepcionados com músicas ao som de um violão, além de brincadeiras, a exemplo do que ocorreu nas demais cidades onde foram realizados procedimentos pela Caravana do Coração.

Uma das crianças avaliadas foi o pequeno Renato, de 6 anos, diagnosticado com cardiopatia com 4 anos. O garoto foi cirurgiado no último dia 25 de maio durante o mutirão de cirurgias cardíacas, no Hospital Geral de Mamanguape. “Se não fosse esse projeto, meu filho provavelmente estaria em uma fila de espera para realizar a cirurgia. Antigamente ele não brincava, não corria, pois cansava facilmente. Hoje, após realizar o procedimento ele brinca, corre, tem uma vida normal. Essa equipe é uma benção. Foi uma das melhores coisas que aconteceu em nossas vidas”, comemorou a mãe do garoto, Maria Auxiliadora.

Quem também recebeu os cuidados da equipe foi a bebê gemelar, de um mês e 25 dias de nascida, Jasminy, da cidade de Santa Rita. Durante a avaliação, os pais souberam que a filha tem um tipo de cardiopatia que precisa passar por cirurgia. Eles foram informados pela equipe que terão toda a assistência necessária ao tratamento da filha. “O tratamento é caro, então ter esse acompanhamento gratuitamente é ótimo. Esse atendimento veio para melhorar nossas vidas”, ressaltou o pai da bebê, Guther da Silva Trajano.

“A Caravana do Coração, projeto pioneiro do Estado da Paraíba, levou do Litoral ao Sertão profissionais de saúde e voluntários na detecção e orientação de gestantes e crianças cardíacas, finalizando junto aos nossos ancestrais, em terras potiguaras, no Hospital Geral de Mamanguape. A esperança chegou em todos os cantos da Paraíba, por meio do trabalho do governo estadual. Seguiremos agora dando continuidade às cirurgias cardíacas tratando aqueles que precisam de intervenção. É o respeito à vida, salvando os corações dos pequenos”, disse a secretária de Estado da Saúde, Roberta Abath.

Para a gerente da 1ª Gerência Regional de Saúde, Jassiara Morais, a Caravana possibilita um atendimento de excelência para a população. “É um trabalho que beneficia especialmente a população de difícil acesso a esse tipo de serviço, proporcionando um melhoria na qualidade de vida e regionalizando os serviços de saúde”, finalizou.

“A Paraíba sai na frente e é pioneira no projeto de rede de cardiologia, unindo a tecnologia de ponta, por meio da Telemedicina, com ações básicas de saúde formando uma rede integral de serviços, que envolve uma equipe multiprofissional, que capilariza o serviço desde a porta de entrada até o centro cirúrgico. A Paraíba é pioneira com a Caravana, com as Salas do Coração, com os mutirões de cirurgias cardíacas. Levando conhecimento à população, que sabe do projeto e nos procura. Hoje a rede de cardiologia do estado cobre mais de 90% das crianças nascidas no Sistema Único de Saúde (SUS)”, observou a presidente do Círculo do Coração, Sandra Mattos.

Capacitação – Ainda dentro da programação da ação, foram oferecidos os cursos de Atenção Humanizada ao Recém-Nascido; Reanimação Neonatal e Noções de Transporte; de Sensibilização dos Cuidados com o Recém-Nascido e o de Acesso Venoso e Suporte.

A pediatra e neonatologista com especialização em cardiologia pediátrica, Karla Ferret, fez uma avaliação positiva do trabalho desenvolvido pela equipe. A médica que mora há três anos nos Estados Unidos e veio especialmente para participar da Caravana, é uma das instrutoras dos cursos e elogiou a capacitação oferecida aos profissionais, além do trabalho desenvolvido pelo projeto Círculo do Coração.

“A essência do projeto do Círculo do Coração não é apenas realizar cirurgia. É muito mais que isso. É aproveitar a oportunidade para deixar os profissionais de saúde da Paraíba preparados, para realizar os atendimentos na área de cardiologia infantil. Esta equipe trabalha verdadeiramente com o coração, por isso que universidades do exterior estão elogiando e se juntando ao projeto, a exemplo da Universidade da Carolina do Norte”, destacou.

“A capacitação proporciona um conhecimento e atualização, para atender melhor às demandas do paciente, a ter esse cuidado especial com as crianças logo nos primeiros minutos de vida”, avaliou a fisioterapeuta e Supervisora Multidisciplinar do Hospital Geral de Mamanguape, Ohanna Lima, que participou do curso de Reanimação Neonatal.

Sala do Coração – A novidade desta edição são as “Salas do Coração”, que funcionarão nas unidades de saúde do estado, em parceria com o Círculo do Coração e servem como ambiente virtual de ambulatórios, onde médicos e enfermeiros locais trabalham com profissionais do Círculo do Coração, para fazer o acompanhamento das crianças cardíacas da região e ainda será um espaço de capacitação profissional. Com isso, as crianças e gestantes com problemas cardíacos terão assistência em suas regiões, sem a necessidade de sair para os grandes centros.
A sala também vai servir para a capacitação continuada em saúde, na qual as aulas serão disponibilizadas na internet, no site do Círculo do Coração.
As cidades de Patos, João Pessoa e Campina Grande já dispõem das “Salas do Coração”. Durante a Caravana, foram instaladas 12 Salas nas cidades que receberam a ação: Cajazeiras, Sousa, Catolé do Rocha, Pombal, Itaporanga, Princesa Isabel, Monteiro, Esperança, Picuí, Guarabira, Itabaiana, e Mamanguape.
Na sexta (10) foi inaugurada a sala no Hospital Geral de Mamanguape com a presença da Secretária de Estado da Saúde, Roberta Abath.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial