Comandante da Al-Qaeda morre em bombardeio dos EUA no Afeganistão

Um comandante de alto escalão da Al-Qaeda no Afeganistão e outros dois insurgentes morreram em um bombardeio americano, anunciou nesta sexta-feira o Pentágono.
A operação lançada em 11 de julho na província de Paktika permitiu liquidar Abu Khalil al Sudani, “um comandante operacional da Al-Qaeda de alto escalão”, disse o Pentágono em um comunicado distribuído aos jornalistas que acompanham o secretário de Defesa Ashton Carter em sua viagem a Bagdá, no Iraque.
“A morte de Al-Sudani desfere um duro golpe nas operações da Al-Qaeda no mundo”, acrescentou o Pentágono.

Al-Sudani era o responsável pelos atentados suicidas e pelos explosivos da Al-Qaeda, acrescentou a fonte.

“Também dirigiu operações contra a coalizão (aliada no Afeganistão), as forças afegãs e paquistanesas e mantinha vínculos estreitos com Ayman al-Zawahiri”, o sucessor de Osama Bin Laden, anunciou o Pentágono.

Para Ashton Carter, citado no comunicado, a morte de Al-Sudani é uma mostra do trabalho realizado pelo general John Campbell, comandante das forças da Otan no Afeganistão. “Continuaremos o combate contra a violência fundamentalista na região e no mundo”, declarou.
G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial