Na Catedral de Campina Grande, Pe Luciano celebra a Assunção de Nossa Senhora e destaca as virtudes da mãe e Jesus

missaA Igreja Católica celebrou neste domingo (16), em todo o mundo, a solenidade da Assunção de Nossa Senhora. Pela fé, os fiéis celebram a ida de Maria, mãe de Jesus e mãe da Igreja, ao céu. A Assunção de Nossa Senhora foi o tema da Liturgia da Palavra que, na Catedral de Nossa Senhora da Conceição, no centro de Campina Grande, foi destacada pelo Padre Luciano Guedes, em sua homilia.

Segundo Padre Luciano, Nossa Senhora está de corpo e alma na gloria do céu. “Ao celebrar esta solenidade, chamada de Assunção de Maria, a igreja devota esta verdade maravilhosa de nossa fé. Acreditamos que a mãe de Jesus, a mãe de Deus, a mãe da igreja, está no céu, inteira, com seu corpo e sua alma. Como nós dizemos na ladainha, ‘mãe de Deus, assunta ao céu’”, destacou o pároco.

Segundo Pe Luciano, Nossa Senhora participa da vitória de Jesus, ao mesmo tempo em que antecipa o que destaca o Apóstolo Lucas, no Evangelho deste domingo: que nós também ressuscitaremos, como o Cristo. “Ela participa da ressurreição do filho. Ela antecipa, também, a nossa ressurreição. Com diz o apóstolo Paulo, Cristo foi o primeiro a ressuscitar. Ela foi a primícia. E, depois, todos nós iremos ressuscitar”.

Padre Luciano Guedes lembrou que Nossa Senhora é “a esperança do povo que caminha, do povo peregrino, o consolo” e lembrou que, de acordo com a fé do povo católico, o céu é a nossa pátria e é lá que Nossa Senhora nos espera. “Ela é a nossa esperança. Nossa Senhora aponta para o Dia do Senhor, quando todos nós haveremos de ressuscitar, como Cristo Jesus”.

O padre lembrou que o Evangelho de Lucas, no capitulo 3 – destacado na Liturgia da Palavra deste domingo – narra a cena da visitação de Nossa Senhora a Isabel. “As duas ficam cheias do Espírito Santo de Deus. Neste caminho para o céu nós haveremos também de nos encher de Deus”, destaca.

Pe Luciano Guedes finalizou a homilia com uma exaltação a Nossa Senhora e à família. “Como Nossa Senhora é toda de Deus, nós rezamos para que a nossa família, a nossa história, as pessoas que amamos, os nossos, estejam na presença de Deus e com Nossa Senhora. Que nossa casa tenha a esperança da eternidade”.

E pediu para que os fiéis rezem sempre pela família, lembrando o exemplo de Nossa Senhora. “Uma família que reza com Maria não se perde, não perde a fé. Uma família que se guarda com Nossa Senhora tem a esperança e a alegria de peregrinar a Deus e para o céu”, finalizou.

Pascom – Catedral

Informações:
Professora Áurea Ramos Araújo: (83) 8857-5600,
Coordenadora da Pastoral da Comunicação – Pascom da Catedral
Telefone da Catedral: (83) 3321-3140
catedralcg.org.br
facebook.com/CatedralCG

missaA Igreja Católica celebrou neste domingo (16), em todo o mundo, a solenidade da Assunção de Nossa Senhora. Pela fé, os fiéis celebram a ida de Maria, mãe de Jesus e mãe da Igreja, ao céu. A Assunção de Nossa Senhora foi o tema da Liturgia da Palavra que, na Catedral de Nossa Senhora da Conceição, no centro de Campina Grande, foi destacada pelo Padre Luciano Guedes, em sua homilia.

Segundo Padre Luciano, Nossa Senhora está de corpo e alma na gloria do céu. “Ao celebrar esta solenidade, chamada de Assunção de Maria, a igreja devota esta verdade maravilhosa de nossa fé. Acreditamos que a mãe de Jesus, a mãe de Deus, a mãe da igreja, está no céu, inteira, com seu corpo e sua alma. Como nós dizemos na ladainha, ‘mãe de Deus, assunta ao céu’”, destacou o pároco.

Segundo Pe Luciano, Nossa Senhora participa da vitória de Jesus, ao mesmo tempo em que antecipa o que destaca o Apóstolo Lucas, no Evangelho deste domingo: que nós também ressuscitaremos, como o Cristo. “Ela participa da ressurreição do filho. Ela antecipa, também, a nossa ressurreição. Com diz o apóstolo Paulo, Cristo foi o primeiro a ressuscitar. Ela foi a primícia. E, depois, todos nós iremos ressuscitar”.

Padre Luciano Guedes lembrou que Nossa Senhora é “a esperança do povo que caminha, do povo peregrino, o consolo” e lembrou que, de acordo com a fé do povo católico, o céu é a nossa pátria e é lá que Nossa Senhora nos espera. “Ela é a nossa esperança. Nossa Senhora aponta para o Dia do Senhor, quando todos nós haveremos de ressuscitar, como Cristo Jesus”.

O padre lembrou que o Evangelho de Lucas, no capitulo 3 – destacado na Liturgia da Palavra deste domingo – narra a cena da visitação de Nossa Senhora a Isabel. “As duas ficam cheias do Espírito Santo de Deus. Neste caminho para o céu nós haveremos também de nos encher de Deus”, destaca.

Pe Luciano Guedes finalizou a homilia com uma exaltação a Nossa Senhora e à família. “Como Nossa Senhora é toda de Deus, nós rezamos para que a nossa família, a nossa história, as pessoas que amamos, os nossos, estejam na presença de Deus e com Nossa Senhora. Que nossa casa tenha a esperança da eternidade”.

E pediu para que os fiéis rezem sempre pela família, lembrando o exemplo de Nossa Senhora. “Uma família que reza com Maria não se perde, não perde a fé. Uma família que se guarda com Nossa Senhora tem a esperança e a alegria de peregrinar a Deus e para o céu”, finalizou.

Pascom – Catedral

Informações:
Professora Áurea Ramos Araújo: (83) 8857-5600,
Coordenadora da Pastoral da Comunicação – Pascom da Catedral
Telefone da Catedral: (83) 3321-3140
catedralcg.org.br
facebook.com/CatedralCG