Elba Ramalho e Alexandre Tan fazem o primeiro show da mostra de música da 40ª edição do Festival de Inverno

elbaTanO Festival de Inverno de Campina Grande está sendo marcado por grandes encontros artísticos, exibindo a dimensão de um evento que ultrapassou barreiras de natureza financeira e política. A noite da segunda feira, 17, no palco da Praça da Bandeira aconteceu um encontro de geração da música brasileira: o conterrâneo Alexandre Tan e uma dos ícones da MPB, Elba Ramalho brilharam desfilando seus repertórios

Alexandre Tan, cantor renomado que está completando 26 anos de carreira, entrou no palco do Festival de Inverno por volta das 19h, com seu estilo elegante de conduzir canções conhecidas do público campinense, Tan encantou o público que o aplaudiu durante o show, no repertório músicas de grandes cantores como: Emilio Santiago, Benito Di Paula, Waldick Soriano e tantos outros.

Tan recordou que sua primeira apresentação no FICG aconteceu em 1994 quando o Festival ainda acontecia dentro das dependências do Teatro Municipal Severino Cabral, para o cantor este momento estava sendo uma emoção única voltar a participar do evento no mesmo dia do show de Elba Ramalho, lembrando-se da importância desse movimento cultural que a cidade promove.

“O Festival de Inverno representa a história da cultura de Campina Grande, Eneida Agra Maracajá é a baluarte e merece toda nossa honra porque tudo aqui é único e feito com amor e dedicação por essa grandiosa mulher”, disse Alexandre Tan cumprimentando a idealizadora do Festival.

A cantora Elba Ramalho iniciou sua apresentação na quadragésima edição do Festival de Inverno, no dia do seu aniversário, sob muita agitação do grande público que a esperava> Ela ressaltou a emoção de cantar neste evento e lembrou que sua geração trabalhou pela difusão da cultura de Campina Grande, em que foram produzidas a Primeira Semana de Cultura e o Festival de Violeiros, trazendo grandes nomes da literatura brasileira como: Jorge Amado e João Cabral de Melo Neto, contando que várias coisas nasceram do seu grupo de teatro na época de estudante e que movimentava a cidade.

A cantora falou que o público campinense tem cultura e sabe se comportar isso representa um diferencial da Rainha da Borborema em relação às outras cidades do Estado da Paraíba. “Vejo que Campina se mantém no patamar elevado de cultura, é sempre uma responsabilidade para mim e para qualquer artista que pise aqui, mesmo com a experiência de 35 anos de carreira. As pessoas já sabem mais ou menos como eu sou e é de extrema valia para a cultura brasileira a manutenção do Festival de Inverno”, relatou Elba.

elbaTanO Festival de Inverno de Campina Grande está sendo marcado por grandes encontros artísticos, exibindo a dimensão de um evento que ultrapassou barreiras de natureza financeira e política. A noite da segunda feira, 17, no palco da Praça da Bandeira aconteceu um encontro de geração da música brasileira: o conterrâneo Alexandre Tan e uma dos ícones da MPB, Elba Ramalho brilharam desfilando seus repertórios

Alexandre Tan, cantor renomado que está completando 26 anos de carreira, entrou no palco do Festival de Inverno por volta das 19h, com seu estilo elegante de conduzir canções conhecidas do público campinense, Tan encantou o público que o aplaudiu durante o show, no repertório músicas de grandes cantores como: Emilio Santiago, Benito Di Paula, Waldick Soriano e tantos outros.

Tan recordou que sua primeira apresentação no FICG aconteceu em 1994 quando o Festival ainda acontecia dentro das dependências do Teatro Municipal Severino Cabral, para o cantor este momento estava sendo uma emoção única voltar a participar do evento no mesmo dia do show de Elba Ramalho, lembrando-se da importância desse movimento cultural que a cidade promove.

“O Festival de Inverno representa a história da cultura de Campina Grande, Eneida Agra Maracajá é a baluarte e merece toda nossa honra porque tudo aqui é único e feito com amor e dedicação por essa grandiosa mulher”, disse Alexandre Tan cumprimentando a idealizadora do Festival.

A cantora Elba Ramalho iniciou sua apresentação na quadragésima edição do Festival de Inverno, no dia do seu aniversário, sob muita agitação do grande público que a esperava> Ela ressaltou a emoção de cantar neste evento e lembrou que sua geração trabalhou pela difusão da cultura de Campina Grande, em que foram produzidas a Primeira Semana de Cultura e o Festival de Violeiros, trazendo grandes nomes da literatura brasileira como: Jorge Amado e João Cabral de Melo Neto, contando que várias coisas nasceram do seu grupo de teatro na época de estudante e que movimentava a cidade.

A cantora falou que o público campinense tem cultura e sabe se comportar isso representa um diferencial da Rainha da Borborema em relação às outras cidades do Estado da Paraíba. “Vejo que Campina se mantém no patamar elevado de cultura, é sempre uma responsabilidade para mim e para qualquer artista que pise aqui, mesmo com a experiência de 35 anos de carreira. As pessoas já sabem mais ou menos como eu sou e é de extrema valia para a cultura brasileira a manutenção do Festival de Inverno”, relatou Elba.