Câmara de Campina Grande vai homenagear no dia 9 o bispo e padres com Títulos de Cidadania

bispoO bispo de Campina Grande, Dom Frei Manoel Delson Pedreira da Cruz, numa iniciativa dos vereadores Nelson Gomes Filho e Antonio Pimentel Filho; os padres Karson Klay Medeiros da Rocha (Padre Clemente) e Antonio Nelson da Silva, propositura do vereador Orlandino Farias, vão receber às 19 horas, do dia 9 de setembro próximo, os títulos de Cidadania Campinense, concedidos pelo Poder Legislativo Municipal. A sessão será realizada no plenário do Poder Legislativo.
Dom Frei Manoel Delson é o sétimo Bispo Diocesano de Campina Grande. Nasceu em 10 de julho de 1954, em Biritinga, no Estado da Bahia, localizado na Mesorregião do Nordeste Baiano e na Microrregião de Serrinha.
Ele estudou Filosofia e o início da Teologia no Seminário São Francisco de Assis em Nova Veneza e concluiu os estudos teológicos no Instituto de Teologia da Universidade Católica de Salvador, na Bahia. É mestre em Ciência da Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Salesiana de Roma e graduado em Letras pela Universidade Católica de Salvador. Foi ordenado sacerdote no dia 5 de julho de 1980 na Arquidiocese de Feira de Santana e, na mesma arquidiocese, em 24 de setembro de 2006, recebeu sua ordenação episcopal. Foi acolhido na Diocese de Caicó no dia 8 de outubro daquele ano.
No dia 8 de agosto de 2012, o Papa Bento XVI, nomeou Dom Frei Manoel Delson, OFMCap como 7º Bispo Diocesano de Campina Grande, transferindo-o da Diocese de Caicó (RN). Dom Delson tomou posse em concelebração na Catedral Diocesana de Campina Grande no dia 29 de setembro de 2012.
Foi formador dos aspirantes, Vigário Paroquial e Vice Guardião em Feira de Santana; (1984) Formador do Pós-noviciado; Guardião e Vigário Provincial em Salvador; (1986-1992) Ministro Provincial; (1993) diretor da Rádio Sociedade e Vice Pároco da Paróquia de Santo Antônio em Feira de Santana; (1995) Em Roma obteve o Mestrado em Comunicação Social, pela Pontifícia Universidade Salesiana; (1998 – 2001) Ministro Provincial de Salvador; (2002-2006) Em Roma exerceu o cargo de Definidor Geral para a América Latina.

bispoO bispo de Campina Grande, Dom Frei Manoel Delson Pedreira da Cruz, numa iniciativa dos vereadores Nelson Gomes Filho e Antonio Pimentel Filho; os padres Karson Klay Medeiros da Rocha (Padre Clemente) e Antonio Nelson da Silva, propositura do vereador Orlandino Farias, vão receber às 19 horas, do dia 9 de setembro próximo, os títulos de Cidadania Campinense, concedidos pelo Poder Legislativo Municipal. A sessão será realizada no plenário do Poder Legislativo.
Dom Frei Manoel Delson é o sétimo Bispo Diocesano de Campina Grande. Nasceu em 10 de julho de 1954, em Biritinga, no Estado da Bahia, localizado na Mesorregião do Nordeste Baiano e na Microrregião de Serrinha.
Ele estudou Filosofia e o início da Teologia no Seminário São Francisco de Assis em Nova Veneza e concluiu os estudos teológicos no Instituto de Teologia da Universidade Católica de Salvador, na Bahia. É mestre em Ciência da Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Salesiana de Roma e graduado em Letras pela Universidade Católica de Salvador. Foi ordenado sacerdote no dia 5 de julho de 1980 na Arquidiocese de Feira de Santana e, na mesma arquidiocese, em 24 de setembro de 2006, recebeu sua ordenação episcopal. Foi acolhido na Diocese de Caicó no dia 8 de outubro daquele ano.
No dia 8 de agosto de 2012, o Papa Bento XVI, nomeou Dom Frei Manoel Delson, OFMCap como 7º Bispo Diocesano de Campina Grande, transferindo-o da Diocese de Caicó (RN). Dom Delson tomou posse em concelebração na Catedral Diocesana de Campina Grande no dia 29 de setembro de 2012.
Foi formador dos aspirantes, Vigário Paroquial e Vice Guardião em Feira de Santana; (1984) Formador do Pós-noviciado; Guardião e Vigário Provincial em Salvador; (1986-1992) Ministro Provincial; (1993) diretor da Rádio Sociedade e Vice Pároco da Paróquia de Santo Antônio em Feira de Santana; (1995) Em Roma obteve o Mestrado em Comunicação Social, pela Pontifícia Universidade Salesiana; (1998 – 2001) Ministro Provincial de Salvador; (2002-2006) Em Roma exerceu o cargo de Definidor Geral para a América Latina.