Com perna quebrada, mulher se arrasta por nove dias em floresta

pernaUma mulher de 62 anos foi resgatada no último sábado depois de passar nove dias perdida na região de Sierra Nevada, na Califórnia, Estados Unidos. Com a perna quebrada, Miyuki Harwood teve de ser arrastar sozinha pela floresta e beber água de riacho para sobreviver.
No último dia 20, a analista de sistemas se perdeu do grupo que fazia trekking na região montanhosa de Sierra Nevada e, ao tentar retornar ao acampamento, quebrou a perna. Ela levava poucos suprimentos, suficientes apenas para um dia de caminhada.
Para sobreviver, Miyuki se arrastou pela floresta por dois dias antes de encontrar um riacho, onde usou uma garrafa com filtro para beber água, e para o alto de uma colina rochosa para ser encontrada.
“A floresta naquela região é densa e rochosa, e o terreno é bastante traiçoeiro. É muito perigoso andar lá”, contou Rick Ko, xerife-tenente de Fresno, ao jornal Washington Post. Além disso, Miyuki ficou exposta a noites geladas e animais selvagens, como ursos, coiotes e cobras, segundo Ko.
Uma forte fumaça provocada por um incêndio próximo do parque dificultou o trabalho das equipes de busca, mas Miyuki foi localizada em uma área remota na floresta. Ela conseguiu chamar a atenção da equipe de resgate usando um apito, de acordo com autoridades da cidade de Fresno.
“Ela foi uma lutadora”, disse uma das paramédicas que atenderam Miyuki. “Ela estava exausta, mas ficou muito grata por ter sido resgatada”. Miyuki foi resgatada de helicóptero e levada a um hospital da região.

pernaUma mulher de 62 anos foi resgatada no último sábado depois de passar nove dias perdida na região de Sierra Nevada, na Califórnia, Estados Unidos. Com a perna quebrada, Miyuki Harwood teve de ser arrastar sozinha pela floresta e beber água de riacho para sobreviver.
No último dia 20, a analista de sistemas se perdeu do grupo que fazia trekking na região montanhosa de Sierra Nevada e, ao tentar retornar ao acampamento, quebrou a perna. Ela levava poucos suprimentos, suficientes apenas para um dia de caminhada.
Para sobreviver, Miyuki se arrastou pela floresta por dois dias antes de encontrar um riacho, onde usou uma garrafa com filtro para beber água, e para o alto de uma colina rochosa para ser encontrada.
“A floresta naquela região é densa e rochosa, e o terreno é bastante traiçoeiro. É muito perigoso andar lá”, contou Rick Ko, xerife-tenente de Fresno, ao jornal Washington Post. Além disso, Miyuki ficou exposta a noites geladas e animais selvagens, como ursos, coiotes e cobras, segundo Ko.
Uma forte fumaça provocada por um incêndio próximo do parque dificultou o trabalho das equipes de busca, mas Miyuki foi localizada em uma área remota na floresta. Ela conseguiu chamar a atenção da equipe de resgate usando um apito, de acordo com autoridades da cidade de Fresno.
“Ela foi uma lutadora”, disse uma das paramédicas que atenderam Miyuki. “Ela estava exausta, mas ficou muito grata por ter sido resgatada”. Miyuki foi resgatada de helicóptero e levada a um hospital da região.