Companhia aérea extravia mala do próprio diretor nos EUA

O CEO da Alaska Airlines, Bradley Tilden, passou por uma saia justa durante uma convenção da companhia aérea na semana passada, em Washington, nos Estados Unidos, Ele admitiu no palco que teve a sua mala extraviada durante o voo para o evento. A bagagem foi entregue para ele no dia seguinte.
Segundo reportagem do jornal “Los Angeles Times”, o executivo revelou também que a aérea já tinha extraviado sua mala durante um voo 25 anos atrás.
“A imprensa está aqui e espero que vocês não escrevam isso e publiquem”, disse Tilden com um sorriso, segundo o “Los Angeles Times”.
A reportagem destaca que a empresa foi a primeira grande aérea do país a oferecer uma espécie de garantia em caso de atrasos ou extravios. Se o passageiro não receber a bagagem num prazo de 20 minutos, a Alaska se compromete a dar um crédito de US$ 25 dólares para voos futuros ou pontos para o programa de milhagens.
G1

O CEO da Alaska Airlines, Bradley Tilden, passou por uma saia justa durante uma convenção da companhia aérea na semana passada, em Washington, nos Estados Unidos, Ele admitiu no palco que teve a sua mala extraviada durante o voo para o evento. A bagagem foi entregue para ele no dia seguinte.
Segundo reportagem do jornal “Los Angeles Times”, o executivo revelou também que a aérea já tinha extraviado sua mala durante um voo 25 anos atrás.
“A imprensa está aqui e espero que vocês não escrevam isso e publiquem”, disse Tilden com um sorriso, segundo o “Los Angeles Times”.
A reportagem destaca que a empresa foi a primeira grande aérea do país a oferecer uma espécie de garantia em caso de atrasos ou extravios. Se o passageiro não receber a bagagem num prazo de 20 minutos, a Alaska se compromete a dar um crédito de US$ 25 dólares para voos futuros ou pontos para o programa de milhagens.
G1