Campina Grande e os seus 151 anos de fundação. Conheça algumas coisas que são só nossas

campina2015Considerado um dos principais polos industriais e Tecnológicos da Região Nordeste, foi fundado em 01 de dezembro de 1697, tendo sido elevada à categoria de cidade em 11 de outubro de 1864.

A cidade possui uma agenda cultural variada, destacando-se os festejos de São João, que acontecem durante todo o mês de junho (chamado de “O Maior São João do Mundo”).

O Encontro da Nova Consciência, um encontro ecumênico realizado durante o “carnaval”, além do Festival de Inverno e outros 20 eventos.

CIMG0714De acordo com estimativas de 2014 sua população é de 405.072 habitantes, e a região metropolitana formada por 19 município segundo dados oficiais apresenta uma população de 630.977, sendo a segunda cidade mais populosa da Paraíba, depois da Capital.

A cidade tem o segundo maior PIB entre os municípios paraibanos, representando 13.63% do total das riquezas produzidas na Paraíba. Uma evidência do desenvolvimento da cidade nos últimos tempos é o ranking da revista “VOCÊ S/A”, no qual Campina Grande aparece como uma das 10 melhores cidades para se trabalhar e fizer carreira do Brasil, única cidade do interior entre as capitais escolhidas no país, considerada um dos principais polos industriais da Região Nordeste bem como um dos maiores pólos tecnológicos da América Latina.

CIMG0719Sua região metropolitana, formada por 19 municípios possui uma população estimada em 630.977 habitantes, sendo a segunda maior zona metropolitana do interior nordestino, 24ª maior do Brasil.

Campina Grande é um grande centro universitário, conta com 17 universidades, sendo duas públicas, além de ensino superior oferece capacitação para o nível médio e técnico.

HISTÓRIA
Normalmente a origem de Campina Grande é creditada à ocupação pelos índios Ariús no sítio de Campina Grande. Liderado por Teodósio de Oliveira Lêdo, Capitão-Mor dos Sertões. Entretanto, alguns autores e escritores não concordam com essa versão, sugerindo que o local já era povoado (com o nome de Campina Grande).

CIMG2039Em 1750, Campina Grande é elevada a freguesia NOSSA SENHORA DOS MILAGRES, depois o governo de Pernambuco propôs criar três vilas no cariri paraibano, então Antônio Felipe Soares de Andrade homenageou em 1787 a Rainha de Portugal, formando a primeira rua do lugar com casas de taipa “ VILA NOVA DA RAINHA “

SURGIMENTO DA VILA
No fim do século XVIII, a Coroa pretendia criar novas vilas na Província. Nesta época a Província da Paraíba era sujeita à de Pernambuco, cujo governador era D. Tomás José de Melo. No dia 6 de abril Campina Grande passou a ser chamada oficialmente “Vila Nova da Rainha” em homenagem à Rainha Dona Maria.

Assim, Campina Grande alcançou a categoria de Vila em 1790. A vila então possuía Câmara Municipal, Cartório e Pelourinho.

A Cadeia de Campina Grande foi construída em 1814, no Largo da Matriz (atual Avenida Floriano Peixoto). Este prédio hoje em dia é o Museu Histórico e Geográfico de Campina Grande.

CIMG2045O MUNICÍPIO
Em 11 de Outubro de 1864, de acordo com a Lei Provincial N. 137, Campina Grande se eleva à categoria do município. Neste momento a Paraíba tinha 16 vilas e mais seis cidades, Parahyba (atual João Pessoa), Mamanguape, Areia, Sousa, Cajazeiras e Pombal.

O algodão no início do século XX foi para Campina Grande a principal atividade responsável pelo crescimento da cidade, atraindo comerciantes de todas as regiões da Paraíba e de todo o Nordeste.

Até a década de 1940, Campina Grande era a segunda maior exportadora de algodão do mundo, atrás somente de Liverpool, na Inglaterra. É importante ressaltar que o sucessona atividade se deve ao fato de que Campina era a única cidade do interior do Brasil a possuir uma máquina de beneficiamento de algodão.

Até 1931 a Paraíba foi o maior produtor de algodão do Brasil, com uma produção de 23 milhões de quilos de algodão em caroço. Em 1967, a cidade recebe o primeiro computador de toda a Região Nordeste do Brasil, que ficou no Núcleo de Processamento de Dados da Universidade Federal da Paraíba, Campus II (hoje Universidade Federal de Campina Grande). Campina Grande é referência em se tratando de desenvolvimento de Software e de indústrias de informática e eletrônica.

Campina Grande possui cerca de setenta e seis empresas produtoras de Software, o que representa mais de 500 pessoas de nível superior faturando ao todo 25 milhões de reais por ano, o que representa 20% da receita total do município.

Por situar-se no agreste paraibano, entre o litoral e o sertão, possui um clima menos, árido. A altitude é de 552 metros acima do nível do mar garante uma temperatura mais amena durante todo o ano, oscilando entre 20 graus no tempo com mais calor e 13 graus na época mais fria.

Monumentos, praças, parques, e Teatro Municipal Severino Cabral, o Museu e Artes Assis Châteaubriant, os cinemas, fazem parte da paisagem urbanística da Rainha da Borborema.

ALGODÃO COLORIDO RENOVA VOCAÇÃO PRODUTORA DE CAMPINA GRANDE
O algodão colorido, como ficou conhecido nacionalmente à variação genética, é resultado de uma pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária [EMBRAPA]. Mas a relação de Campina Grande com o algodão é bem mais antiga.

A produção chegou a elevar a cidade ao ponto de uma das maiores cidades de todo o Nordeste e do interior do país à época, tornando-se conhecida como a “ Liverpool brasileira.”

Uma nova variedade deve ser colocada nos próximos anos. Estas variedades dispensam o uso de corantes químicos, não poluindo o meio ambiente e representando uma economia de 80% de água no processo de acabamento do tecido, o algodão colorido é orgânico sem uso de insumos.

CIMG2060HÁ CONTROVÉRSIAS COM RELAÇÃO Á DATA DA FUNDAÇÃO
A data da fundação de Campina Grande é contestada por alguns historiadores, e apontam que a cidade nasceu em 1660, conhecida popularmente como “Rainha da Borborema” por sua importância cultural, política e econômica, no dia 11 de Outubro de 2015 comemora-se 151 anos de emancipação política.

Boa parte dos documentos históricos da cidade foi incinerada à época dos mandatos dos prefeitos Vergniaud Wanderley, nadécada de 1940 e Newton Rique nos anos 1960, dificultando o trabalho dos historiadores.

Em 2003, Campina Grande possuía aproximadamente 1.229 fábricas (atividade industrial), 200 casas de comércio atacadista e 3.200 unidades de comércio varejista.

No setor de prestação de serviços, Campina Grande é um importante centro econômico, especialmente para as dezenas de cidades que fazem parte do Compartimento da Borborema.

Campina Grande possui o maior colégio eleitoral da Paraíba com 276.726 eleitores nas quatro zonas eleitorais.

Em 2 de março de 1895, o cargo de Prefeito Municipal foi criado pela Lei Estadual n. 27, sendo o primeiro prefeito o Major Francisco Camilo de Araújo e o vice-prefeito foi Silvino Rodrigues de Sousa Campos.

Por Geraldo Vital

 

HINO OFICIAL DA CIDADE DE CAMPINA GRANDE, PB, BRASIL

 

ALGUMAS COISAS QUE SÃO SÓ NOSSAS:

BLOCO DO JACARÉ DO AÇUDE VELHO

BAIXINHO DO PANDEIRO

SITIO SÃO JOÃO

RECANTO DA POESIA

MAIOR SÃO JOAO DO MUNDO

AÇUDE VELHO – CARTÃO POSTAL DA CIDADE

PRAÇA JACKSON DO PANDEIRO E LUIZ GONZAGA

 

campina2015Considerado um dos principais polos industriais e Tecnológicos da Região Nordeste, foi fundado em 01 de dezembro de 1697, tendo sido elevada à categoria de cidade em 11 de outubro de 1864.

A cidade possui uma agenda cultural variada, destacando-se os festejos de São João, que acontecem durante todo o mês de junho (chamado de “O Maior São João do Mundo”).

O Encontro da Nova Consciência, um encontro ecumênico realizado durante o “carnaval”, além do Festival de Inverno e outros 20 eventos.

CIMG0714De acordo com estimativas de 2014 sua população é de 405.072 habitantes, e a região metropolitana formada por 19 município segundo dados oficiais apresenta uma população de 630.977, sendo a segunda cidade mais populosa da Paraíba, depois da Capital.

A cidade tem o segundo maior PIB entre os municípios paraibanos, representando 13.63% do total das riquezas produzidas na Paraíba. Uma evidência do desenvolvimento da cidade nos últimos tempos é o ranking da revista “VOCÊ S/A”, no qual Campina Grande aparece como uma das 10 melhores cidades para se trabalhar e fizer carreira do Brasil, única cidade do interior entre as capitais escolhidas no país, considerada um dos principais polos industriais da Região Nordeste bem como um dos maiores pólos tecnológicos da América Latina.

CIMG0719Sua região metropolitana, formada por 19 municípios possui uma população estimada em 630.977 habitantes, sendo a segunda maior zona metropolitana do interior nordestino, 24ª maior do Brasil.

Campina Grande é um grande centro universitário, conta com 17 universidades, sendo duas públicas, além de ensino superior oferece capacitação para o nível médio e técnico.

HISTÓRIA
Normalmente a origem de Campina Grande é creditada à ocupação pelos índios Ariús no sítio de Campina Grande. Liderado por Teodósio de Oliveira Lêdo, Capitão-Mor dos Sertões. Entretanto, alguns autores e escritores não concordam com essa versão, sugerindo que o local já era povoado (com o nome de Campina Grande).

CIMG2039Em 1750, Campina Grande é elevada a freguesia NOSSA SENHORA DOS MILAGRES, depois o governo de Pernambuco propôs criar três vilas no cariri paraibano, então Antônio Felipe Soares de Andrade homenageou em 1787 a Rainha de Portugal, formando a primeira rua do lugar com casas de taipa “ VILA NOVA DA RAINHA “

SURGIMENTO DA VILA
No fim do século XVIII, a Coroa pretendia criar novas vilas na Província. Nesta época a Província da Paraíba era sujeita à de Pernambuco, cujo governador era D. Tomás José de Melo. No dia 6 de abril Campina Grande passou a ser chamada oficialmente “Vila Nova da Rainha” em homenagem à Rainha Dona Maria.

Assim, Campina Grande alcançou a categoria de Vila em 1790. A vila então possuía Câmara Municipal, Cartório e Pelourinho.

A Cadeia de Campina Grande foi construída em 1814, no Largo da Matriz (atual Avenida Floriano Peixoto). Este prédio hoje em dia é o Museu Histórico e Geográfico de Campina Grande.

CIMG2045O MUNICÍPIO
Em 11 de Outubro de 1864, de acordo com a Lei Provincial N. 137, Campina Grande se eleva à categoria do município. Neste momento a Paraíba tinha 16 vilas e mais seis cidades, Parahyba (atual João Pessoa), Mamanguape, Areia, Sousa, Cajazeiras e Pombal.

O algodão no início do século XX foi para Campina Grande a principal atividade responsável pelo crescimento da cidade, atraindo comerciantes de todas as regiões da Paraíba e de todo o Nordeste.

Até a década de 1940, Campina Grande era a segunda maior exportadora de algodão do mundo, atrás somente de Liverpool, na Inglaterra. É importante ressaltar que o sucessona atividade se deve ao fato de que Campina era a única cidade do interior do Brasil a possuir uma máquina de beneficiamento de algodão.

Até 1931 a Paraíba foi o maior produtor de algodão do Brasil, com uma produção de 23 milhões de quilos de algodão em caroço. Em 1967, a cidade recebe o primeiro computador de toda a Região Nordeste do Brasil, que ficou no Núcleo de Processamento de Dados da Universidade Federal da Paraíba, Campus II (hoje Universidade Federal de Campina Grande). Campina Grande é referência em se tratando de desenvolvimento de Software e de indústrias de informática e eletrônica.

Campina Grande possui cerca de setenta e seis empresas produtoras de Software, o que representa mais de 500 pessoas de nível superior faturando ao todo 25 milhões de reais por ano, o que representa 20% da receita total do município.

Por situar-se no agreste paraibano, entre o litoral e o sertão, possui um clima menos, árido. A altitude é de 552 metros acima do nível do mar garante uma temperatura mais amena durante todo o ano, oscilando entre 20 graus no tempo com mais calor e 13 graus na época mais fria.

Monumentos, praças, parques, e Teatro Municipal Severino Cabral, o Museu e Artes Assis Châteaubriant, os cinemas, fazem parte da paisagem urbanística da Rainha da Borborema.

ALGODÃO COLORIDO RENOVA VOCAÇÃO PRODUTORA DE CAMPINA GRANDE
O algodão colorido, como ficou conhecido nacionalmente à variação genética, é resultado de uma pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária [EMBRAPA]. Mas a relação de Campina Grande com o algodão é bem mais antiga.

A produção chegou a elevar a cidade ao ponto de uma das maiores cidades de todo o Nordeste e do interior do país à época, tornando-se conhecida como a “ Liverpool brasileira.”

Uma nova variedade deve ser colocada nos próximos anos. Estas variedades dispensam o uso de corantes químicos, não poluindo o meio ambiente e representando uma economia de 80% de água no processo de acabamento do tecido, o algodão colorido é orgânico sem uso de insumos.

CIMG2060HÁ CONTROVÉRSIAS COM RELAÇÃO Á DATA DA FUNDAÇÃO
A data da fundação de Campina Grande é contestada por alguns historiadores, e apontam que a cidade nasceu em 1660, conhecida popularmente como “Rainha da Borborema” por sua importância cultural, política e econômica, no dia 11 de Outubro de 2015 comemora-se 151 anos de emancipação política.

Boa parte dos documentos históricos da cidade foi incinerada à época dos mandatos dos prefeitos Vergniaud Wanderley, nadécada de 1940 e Newton Rique nos anos 1960, dificultando o trabalho dos historiadores.

Em 2003, Campina Grande possuía aproximadamente 1.229 fábricas (atividade industrial), 200 casas de comércio atacadista e 3.200 unidades de comércio varejista.

No setor de prestação de serviços, Campina Grande é um importante centro econômico, especialmente para as dezenas de cidades que fazem parte do Compartimento da Borborema.

Campina Grande possui o maior colégio eleitoral da Paraíba com 276.726 eleitores nas quatro zonas eleitorais.

Em 2 de março de 1895, o cargo de Prefeito Municipal foi criado pela Lei Estadual n. 27, sendo o primeiro prefeito o Major Francisco Camilo de Araújo e o vice-prefeito foi Silvino Rodrigues de Sousa Campos.

Por Geraldo Vital

 

HINO OFICIAL DA CIDADE DE CAMPINA GRANDE, PB, BRASIL

 

ALGUMAS COISAS QUE SÃO SÓ NOSSAS:

BLOCO DO JACARÉ DO AÇUDE VELHO

BAIXINHO DO PANDEIRO

SITIO SÃO JOÃO

RECANTO DA POESIA

MAIOR SÃO JOAO DO MUNDO

AÇUDE VELHO – CARTÃO POSTAL DA CIDADE

PRAÇA JACKSON DO PANDEIRO E LUIZ GONZAGA