Monumento que homenageia os tropeiros e conta a história de Campina já virou atração da cidade

atracaoEdificado às margens do Açude Velho para marcar o sesquicentenário de Campina Grande, o Monumento que conta a saga dos tropeiros da Borborema e do próprio município já é hoje um ponto de referência da cidade.

O memorial que exibe a escultura de vários tropeiros saindo da cápsula, representando a evolução do desbravamento da “Rainha da Borborema”, já é ponto de visitação dos transeuntes admirados pela exuberância da edificação, suas curvas e os conceitos embutidos na sua concepção.

O local já é até usado pela Imprensa para se referir à história de Campina Grande, como fez na noite do último sábado, 10, a TV Paraíba, ancorando o jornal JPB do local e a TV Itararé, na manhã deste domingo, 11, dentre outras referências de órgãos de Comunicação que já fizeram do memorial pano de fundo de seus informativos.

O Monumento, que tem 80 toneladas em sua estrutura metálica e construído pela Rocha Cavalcante, foi projetado pelo arquiteto Argemiro Brito Monteiro da Franca, tendo como engenheiro da obra Yale Tadeu Medeiros, resgata a história de Campina Grande, mas sem perder a concepção moderna bem refletida em seu visual, oferecendo uma riqueza estética de um belo cartão postal, tendo como pano de fundo o espelho d`água do Açude Velho, base inicial de abastecimento dos tropeiros, dignamente homenageados no memorial.

atracaoEdificado às margens do Açude Velho para marcar o sesquicentenário de Campina Grande, o Monumento que conta a saga dos tropeiros da Borborema e do próprio município já é hoje um ponto de referência da cidade.

O memorial que exibe a escultura de vários tropeiros saindo da cápsula, representando a evolução do desbravamento da “Rainha da Borborema”, já é ponto de visitação dos transeuntes admirados pela exuberância da edificação, suas curvas e os conceitos embutidos na sua concepção.

O local já é até usado pela Imprensa para se referir à história de Campina Grande, como fez na noite do último sábado, 10, a TV Paraíba, ancorando o jornal JPB do local e a TV Itararé, na manhã deste domingo, 11, dentre outras referências de órgãos de Comunicação que já fizeram do memorial pano de fundo de seus informativos.

O Monumento, que tem 80 toneladas em sua estrutura metálica e construído pela Rocha Cavalcante, foi projetado pelo arquiteto Argemiro Brito Monteiro da Franca, tendo como engenheiro da obra Yale Tadeu Medeiros, resgata a história de Campina Grande, mas sem perder a concepção moderna bem refletida em seu visual, oferecendo uma riqueza estética de um belo cartão postal, tendo como pano de fundo o espelho d`água do Açude Velho, base inicial de abastecimento dos tropeiros, dignamente homenageados no memorial.