Bolada e provocação na Vila: Oliveira e Prass voltam a se desentender

No dia 19 de julho, Fernando Prass e Ricardo Oliveira deixaram a arena alviverde trocando acusações de agressão e provocação. Pouco mais de três meses depois, a dupla se reencontrou na tarde deste domingo, na Vila Belmiro, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. E novamente os dois atletas protagonizaram lances polêmicos na vitória por 2 a 1 do time da casa.
Antes do início da partida, o goleiro do Palmeiras e o atacante do Santos trocaram cumprimentos depois do Hino Nacional. Mas bastou a bola rolar para a rivalidade ser retomada.
No primeiro tempo, Ricardo Oliveira foi lançado no ataque e, mesmo com o lance interrompido, deu sequência ao lance e driblou Prass. Enquanto o palmeirense reclamava, o atacante chutou a bola em direção ao árbitro e acertou os pés do palmeirense, que estava de costas. Na saída de campo, o goleiro palmeirense foi questionado se achava que a jogada tinha sido intencional.
– O que tu achas? É personalidade do atleta, modo de conduta, não acredito que uma pessoa se transforme tanto dentro de campo – disse Prass.
Na segunda etapa, Ricardo Oliveira precisou de três minutos para fazer o segundo gol do Santos. Na comemoração, o atacante olhou em direção ao goleiro e esboçou apontar para ele, com cara de deboche, antes de festejar com a torcida alvinegra.
Finalistas da Copa do Brasil, Oliveira e Prass terão mais dois encontros nesta temporada. As decisões serão no dia 25 de novembro, na Vila Belmiro, e no dia 2 de dezembro, na arena palmeirense. Vem mais polêmica por aí?
Globoesporte

No dia 19 de julho, Fernando Prass e Ricardo Oliveira deixaram a arena alviverde trocando acusações de agressão e provocação. Pouco mais de três meses depois, a dupla se reencontrou na tarde deste domingo, na Vila Belmiro, em partida válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. E novamente os dois atletas protagonizaram lances polêmicos na vitória por 2 a 1 do time da casa.
Antes do início da partida, o goleiro do Palmeiras e o atacante do Santos trocaram cumprimentos depois do Hino Nacional. Mas bastou a bola rolar para a rivalidade ser retomada.
No primeiro tempo, Ricardo Oliveira foi lançado no ataque e, mesmo com o lance interrompido, deu sequência ao lance e driblou Prass. Enquanto o palmeirense reclamava, o atacante chutou a bola em direção ao árbitro e acertou os pés do palmeirense, que estava de costas. Na saída de campo, o goleiro palmeirense foi questionado se achava que a jogada tinha sido intencional.
– O que tu achas? É personalidade do atleta, modo de conduta, não acredito que uma pessoa se transforme tanto dentro de campo – disse Prass.
Na segunda etapa, Ricardo Oliveira precisou de três minutos para fazer o segundo gol do Santos. Na comemoração, o atacante olhou em direção ao goleiro e esboçou apontar para ele, com cara de deboche, antes de festejar com a torcida alvinegra.
Finalistas da Copa do Brasil, Oliveira e Prass terão mais dois encontros nesta temporada. As decisões serão no dia 25 de novembro, na Vila Belmiro, e no dia 2 de dezembro, na arena palmeirense. Vem mais polêmica por aí?
Globoesporte