Mulher palestina esfaqueia guarda israelense e é baleada

baleadaUma mulher palestina atacou com facadas um guarda isaelense da colônia de Beitar Illit, ao sul de Jerusalém, neste domingo (8). O guarda ficou levemente ferido e atirou contra a mulher, que foi atendida pelo serviço de emergência e levada a um hospital. Não há informações sobre o estado de saúde da jovem.
“O guarda respondeu à ameaça imediata e atirou contra a agressora”, informou a polícia local. A mulher foi identificada como Halawa Alian, uma palestina de 22 anos de Bethlehem. Uma câmera de segurança filmou o momento em que ela tira uma faca da bolsa e ataca o guarda.
Outros ataques
Este não foi o único ataque registrado este domingo. Nesta tarde, um colono israelense que estava fazendo compras em uma localidade palestina da Cisjordânia ocupada ficou gravemente ferido a facadas por dois palestinos que conseguiram fugir, segundo o ministério israelense de Defesa.

MORTO A TIROS
Este residente da colônia Immanuel estava na localidade palestina de Nabi Ilyas, perto da cidade de Quaqilya, quando dois palestinos o agrediram a facas no ventre. O homem conseguiu entrar no carro e chegar a um posto de controle do exército israelense, onde foi atendido, completou o ministério.
Também neste domingo, um palestino avançou com um carro contra um grupo de israelenses perto de um posto de controle na Cisjordânia ocupada e feriu três pessoas, antes de ser morto pelos guardas de fronteira do Estado hebreu, anunciou a polícia.
O ataque aconteceu em uma área na qual os israelenses costumam pedir carona, ao sul de Nablus. Guardas de fronteira abriram fogo contra o motorista e o mataram, informou a polícia. De acordo com a rádio pública, dois feridos estão em situação crítica.
Desde o início de outubro, os confrontos e ataques nos territórios palestinos e em Israel deixaram 74 mortos do lado palestino e 9 do lado israelense.
Segundo as autoridades israelenses, muitos palestinos morreram após ataques ou porque pretendiam cometer ataques.
G1

baleadaUma mulher palestina atacou com facadas um guarda isaelense da colônia de Beitar Illit, ao sul de Jerusalém, neste domingo (8). O guarda ficou levemente ferido e atirou contra a mulher, que foi atendida pelo serviço de emergência e levada a um hospital. Não há informações sobre o estado de saúde da jovem.
“O guarda respondeu à ameaça imediata e atirou contra a agressora”, informou a polícia local. A mulher foi identificada como Halawa Alian, uma palestina de 22 anos de Bethlehem. Uma câmera de segurança filmou o momento em que ela tira uma faca da bolsa e ataca o guarda.
Outros ataques
Este não foi o único ataque registrado este domingo. Nesta tarde, um colono israelense que estava fazendo compras em uma localidade palestina da Cisjordânia ocupada ficou gravemente ferido a facadas por dois palestinos que conseguiram fugir, segundo o ministério israelense de Defesa.

MORTO A TIROS
Este residente da colônia Immanuel estava na localidade palestina de Nabi Ilyas, perto da cidade de Quaqilya, quando dois palestinos o agrediram a facas no ventre. O homem conseguiu entrar no carro e chegar a um posto de controle do exército israelense, onde foi atendido, completou o ministério.
Também neste domingo, um palestino avançou com um carro contra um grupo de israelenses perto de um posto de controle na Cisjordânia ocupada e feriu três pessoas, antes de ser morto pelos guardas de fronteira do Estado hebreu, anunciou a polícia.
O ataque aconteceu em uma área na qual os israelenses costumam pedir carona, ao sul de Nablus. Guardas de fronteira abriram fogo contra o motorista e o mataram, informou a polícia. De acordo com a rádio pública, dois feridos estão em situação crítica.
Desde o início de outubro, os confrontos e ataques nos territórios palestinos e em Israel deixaram 74 mortos do lado palestino e 9 do lado israelense.
Segundo as autoridades israelenses, muitos palestinos morreram após ataques ou porque pretendiam cometer ataques.
G1