Corinthians teme partida em São Januário e aciona MP por segurança

A confirmação de São Januário como palco da partida contra o Vasco, dia 19 de novembro, pelo Campeonato Brasileiro, deixou a diretoria do Corinthians em alerta. Em entrevista à Rádio Globo, nesta segunda-feira, o presidente Roberto de Andrade disse que o clube conversa com o Ministério Público para que o Timão tenha segurança suficiente no jogo que pode valer o título nacional.
– O confronto entre Vasco e Corinthians sempre é de risco. São torcidas bem rivais, violentas. São Januário para chegar não é muito seguro. Todas as vezes que jogamos lá são dois ou três vidros quebrados (do ônibus) – afirmou o dirigente.
Há também o temor para tumultos entre torcedores. Historicamente, os vascaínos são aliados dos palmeirenses, maiores rivais dos corintianos. No fim de semana, mensagens circularam pela internet colocando um clima de guerra para a partida. O Vasco precisa vencer para ainda sonhar em evitar o rebaixamento.
– Não sabemos até que ponto essas ameaças são bravatas ou se isso será verdade. Cabe à polícia do Rio. Estamos procurando entrar em contato com o Ministério Público para que tome toda a precaução para a segurança de todos os corintianos que vão – disse Roberto de Andrade.
O Corinthians cogita até aumentar o número de seguranças que acompanhará a delegação até o Rio de Janeiro. Por enquanto, o clube não planeja mudar sua programação para o jogo. O elenco deve viajar no dia 18 de novembro à noite.
A partida diante do Vasco pode valer o título brasileiro ao Corinthians. Com 11 pontos de vantagem sobre o Atlético-MG, o Timão precisa de uma vitória por qualquer placar para ficar com a taça. Se perder ou empatar, passa a torcer para que o Galo não derrote o São Paulo, no mesmo dia e horário, no Morumbi.
globoesporte

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial