Casada, professora faz sexo com aluno e envia fotos nuas

sexoAulaA professora de inglês Allison J. Marchese, de 37 anos, da Daniel Hand High School, em Madison, no estado de Connecticut (EUA), enfrenta sérios problemas na Justiça. Ela era casada quando foi denunciada por fazer sexo com um estudante menor de idade — o que é considerado crime no estado americano. Os dois teriam transado na sala onde Allison dava aulas. Ela acabou presa. O episódio pode encerrar a carreira dela precocemente. Já acabou com o casamento.
Além da relação sexual, Allison fez fotos dela mesma, nua e em poses desinibidas, na frente do adolescente, após a transa. Enviou as imagens pro garoto e também para um amigo dele — com quem Allison também queria fazer sexo.
Allison, que era casada e tem um filho, vinha, de acordo com investigações da polícia, assediando esses dois alunos “havia meses”.
Ela enviava mensagens de textos por celular e nas redes sociais contendo cantadas e convites para tentar levá-los para a cama. Allison também mandava selfies nuas e chamava os estudantes, que não tiveram as identidades reveladas, para sair. Um deles tem 17 anos e o outro, 15.
Segundo esse estudante, Allison “o atraiu” até a sala de aula e, em seguida, trancou o lugar. Fechou então as cortinas e “foi para cima” do adolescente.
R7

sexoAulaA professora de inglês Allison J. Marchese, de 37 anos, da Daniel Hand High School, em Madison, no estado de Connecticut (EUA), enfrenta sérios problemas na Justiça. Ela era casada quando foi denunciada por fazer sexo com um estudante menor de idade — o que é considerado crime no estado americano. Os dois teriam transado na sala onde Allison dava aulas. Ela acabou presa. O episódio pode encerrar a carreira dela precocemente. Já acabou com o casamento.
Além da relação sexual, Allison fez fotos dela mesma, nua e em poses desinibidas, na frente do adolescente, após a transa. Enviou as imagens pro garoto e também para um amigo dele — com quem Allison também queria fazer sexo.
Allison, que era casada e tem um filho, vinha, de acordo com investigações da polícia, assediando esses dois alunos “havia meses”.
Ela enviava mensagens de textos por celular e nas redes sociais contendo cantadas e convites para tentar levá-los para a cama. Allison também mandava selfies nuas e chamava os estudantes, que não tiveram as identidades reveladas, para sair. Um deles tem 17 anos e o outro, 15.
Segundo esse estudante, Allison “o atraiu” até a sala de aula e, em seguida, trancou o lugar. Fechou então as cortinas e “foi para cima” do adolescente.
R7