Investigado por corrupção, Marco Polo Del Nero se licencia da presidência da CBF

corruptoMarco Polo Del Nero se licenciou da presidência da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) por seis meses nesta quinta-feira (3), mesmo dia em que ele e o ex-presidente Ricardo Teixeira foram indiciados pelo FBI por acusações de corrupção nos Estados Unidos.

Por meio de nota oficial, a CBF anunciou que o vice-presidente da entidade, Marcus Antônio Vicente, ex-presidente da Federação Capixaba, assume o posto de Del Nero. Vicente ficou à frente do futebol do Espírito Santo por 20 anos e também é deputado federal pelo PP-ES.

Aos 61 anos, ele já está a caminho do Rio de Janeiro, onde fica a sede da entidade, se encontrará com outros presidentes de Federações e já teria dito que cumprirá o mandato até o fim.

O dirigente chefiou a delegação brasileira nos últimos jogos das Eliminatórias da Copa e a nomeação dele ao cargo seria uma manobra de Marco Polo para evitar a ascensão de Delfim Peixoto, presidente da Federação Catarinense que, por ser o vice mais velho da CBF, assumiria a entidade em caso de renúncia ou afastamento de Del Nero por parte da Fifa.

Na nota, Del Nero afirma que deixa o cargo para se dedicar à defesa das acusações da Justiça norte-americana e se diz convicto de sua inocência. O presidente licenciado ficou no posto por 231 dias, de 16 de abril até esta quinta-feira.

Confira a nota da CBF na íntegra:

“A Confederação Brasileira de Futebol vem a público informar, face às noticias veiculadas nesta data, que o Presidente Marco Polo Del Nero apresentou pedido de licença do cargo com a finalidade de dedicar-se à sua defesa, em vista de ter seu nome mencionado em acusações relatadas pela Justiça norte-americana e pelo Comitê de Ética da FIFA.

Em nenhum dos procedimentos relatados foi conferida ciência ao Presidente do conteúdo das acusações, sendo certa sua absoluta convicção da comprovação de sua inocência, tão logo possa exercer os consagrados e constitucionais direitos ao contraditório e à ampla defesa.

Neste período de licença, o Presidente, em cumprimento às suas atribuições estatutárias, designa, interinamente, para o exercício da Presidência da CBF, o Vice-Presidente Marcus Antônio Vicente”.
R7

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial