Chapa CAPGigante vence a eleição, e Petraglia segue à frente do Atlético-PR

chapaCom diferença de apenas 249 votos (2.909 a 2.660), a Chapa CAPGigante, de situação, superou a Atlético de Novo e venceu as eleições neste sábado. Com isso, Mario Celso Petraglia segue à frente do Atlético-PR para o quadriênio 2016-2019. Porém, ele muda de cargo. Petraglia passa para o Conselho Deliberativo, e Luiz Sallim Emed assume o Administrativo. O primeiro não quis falar com a imprensa, mas Sallim comentou sobre o resultado:
– Muito feliz, uma vitória do atleticano. Primeiro tenho que agradecer ao Mario por essa confiança. Não podia acontecer diferente, com esse projeto, esse estádio, esse CT, esse clube. Estou muito feliz e emocionado. A vitória é de todos os atleticanos – falou à imprensa logo após o anúncio.
As eleições ocorreram desde as 10h deste sábado, na Arena da Baixada, e os portões foram fechados exatamente às 19h. O clube utilizou 20 urnas eletrônicas disponibilizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). Ao todo, 9.498 votos estavam em disputa – o maior número da história rubro-negra. Porém, o pleito teve 5.579 votos

Propostas
A chapa CAP Gigante, comandada por Mario Celso Petraglia e Luiz Sallim Emed, promete dar continuidade ao trabalho feito no clube nos últimos anos. No futebol, as propostas são ter uma equipe profissional formada em sua maioria por garotos da base, potencializar gastos e investimentos em jogadores e ter um espírito vencedor.
Para o estádio, a CAP Gigante quer trabalhar por maior qualidade e quantidade de jogos, um centro de entretenimento e convivência e pela geração de novas receitas. Se vencer, a situação deve iniciar a instalação da grama sintética já na terça-feira. Petraglia, inclusive, diz já ter conseguido a autorização da Fifa, da Conmebol e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
Mario Celso Petraglia concedeu entrevista exclusiva ao GloboEsporte.com na segunda-feira e, entre outros assuntos, destacou as campanhas recentes do time no Campeonato Brasileiro – terceiro lugar em 2013, oitavo em 2014 e 10° em 2015.
– Quando chegaram aqui (da EXXOS), eles disseram que nunca tinham visto um clube tão bem preparado como o nosso. Tudo isso que foi feito fica na alma do nosso clube. Nós estamos entre os 10 primeiros clubes dos 20 (do Brasileirão). O Atlético-PR é um deles, desde que nós subimos. Top ten. Será que está ruim?
Sobre a setorização da Arena da Baixada para sócios, a diretoria vai ampliar tanto o Setor Fan (cuja capacidade passará de 4 mil a 10 mil) quanto o Setor Furacão. Com isso, o Setor Plus deixa de existir. Além disso, a torcida visitante será deslocada para a parte superior.
Globoesporte

chapaCom diferença de apenas 249 votos (2.909 a 2.660), a Chapa CAPGigante, de situação, superou a Atlético de Novo e venceu as eleições neste sábado. Com isso, Mario Celso Petraglia segue à frente do Atlético-PR para o quadriênio 2016-2019. Porém, ele muda de cargo. Petraglia passa para o Conselho Deliberativo, e Luiz Sallim Emed assume o Administrativo. O primeiro não quis falar com a imprensa, mas Sallim comentou sobre o resultado:
– Muito feliz, uma vitória do atleticano. Primeiro tenho que agradecer ao Mario por essa confiança. Não podia acontecer diferente, com esse projeto, esse estádio, esse CT, esse clube. Estou muito feliz e emocionado. A vitória é de todos os atleticanos – falou à imprensa logo após o anúncio.
As eleições ocorreram desde as 10h deste sábado, na Arena da Baixada, e os portões foram fechados exatamente às 19h. O clube utilizou 20 urnas eletrônicas disponibilizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). Ao todo, 9.498 votos estavam em disputa – o maior número da história rubro-negra. Porém, o pleito teve 5.579 votos

Propostas
A chapa CAP Gigante, comandada por Mario Celso Petraglia e Luiz Sallim Emed, promete dar continuidade ao trabalho feito no clube nos últimos anos. No futebol, as propostas são ter uma equipe profissional formada em sua maioria por garotos da base, potencializar gastos e investimentos em jogadores e ter um espírito vencedor.
Para o estádio, a CAP Gigante quer trabalhar por maior qualidade e quantidade de jogos, um centro de entretenimento e convivência e pela geração de novas receitas. Se vencer, a situação deve iniciar a instalação da grama sintética já na terça-feira. Petraglia, inclusive, diz já ter conseguido a autorização da Fifa, da Conmebol e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
Mario Celso Petraglia concedeu entrevista exclusiva ao GloboEsporte.com na segunda-feira e, entre outros assuntos, destacou as campanhas recentes do time no Campeonato Brasileiro – terceiro lugar em 2013, oitavo em 2014 e 10° em 2015.
– Quando chegaram aqui (da EXXOS), eles disseram que nunca tinham visto um clube tão bem preparado como o nosso. Tudo isso que foi feito fica na alma do nosso clube. Nós estamos entre os 10 primeiros clubes dos 20 (do Brasileirão). O Atlético-PR é um deles, desde que nós subimos. Top ten. Será que está ruim?
Sobre a setorização da Arena da Baixada para sócios, a diretoria vai ampliar tanto o Setor Fan (cuja capacidade passará de 4 mil a 10 mil) quanto o Setor Furacão. Com isso, o Setor Plus deixa de existir. Além disso, a torcida visitante será deslocada para a parte superior.
Globoesporte