Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis Catamais conquista galpão para funcionamento de suas atividades

galpaoA Cooperativa de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis de Campina Grande (Catamais) acaba de conquistar um espaço próprio para desenvolver as suas atividades de separação e armazenamento dos recicláveis coletados. A entrega oficial do espaço acontecerá no dia 15 de dezembro, próxima quinta-feira, à partir das 9h, no Galpão localizado à rua Ministro Dilson Funaro, nº 431, no Bairro do Velame, em Campina Grande.

Na Solenidade de entrega do Galpão confirmaram presença o Governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB-PB) a presidente da Cinep, Tatiana Domiciano e a secretária executiva da Secretaria Estadual de Segurança Alimentar e Economia Solidária (Sesaes) Ana Paula Almeida que irão fazer a entrega do espaço. Estarão presentes ainda os 12 cooperados e cooperadas que irão receber as chaves, representantes do Centrac, da UEPB, da SEMDH e das outras três cooperativas de catadores e catadoras de Campina Grande.

De acordo com Mary Alves, coordenadora do Projeto “Cooperar para Melhor Coletar” do Centrac, o espaço foi uma conquista fruto da articulação dos catadores da cooperativa com o apoio do Núcleo de Tecnologias Sociais da Universidade Estadual de Campina Grande (UEPB) e do Centrac com o Governo do Estado da Paraíba por meio da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep) e da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (SEMDH).

O local tem cerca de 2.000 m² de área total, com 175 m² quadrados de área construída e dispõe de banheiros e de cerca de proteção. A conquista atende a uma reivindicação antiga do grupo, que foi formado em 2008 e até então funcionava em galpões alugados com recursos da FURNE e da UEPB, contando com o apoio da Fundação Edvaldo do Ó.

Serviço ao meio ambiente – A Catamais atualmente retira das ruas cerca de 10 toneladas de materiais por mês e tem conseguido adquirir equipamentos de uso coletivo e individual com o apoio de projetos de extensão universitária e parceria com ongs e outras instituições. Sem dispor de um espaço próprio, a Catamais foi impedida de receber vários apoios que lhe permitisse aproveitar melhor as potencialidades produzidas pelo trabalho coletivo, especialmente quanto a uma política de comercialização.

Dia da Economia Solidária – a data para a inauguração do Galpão da Catamais é também quando se celebra o Dia Nacional da Economia Solidária, 15 de dezembro. Por isso, em alusão à data haverá na ocasião uma mostra de produtos da economia solidária e uma exposição de fotografias da história da Catamais. A entrega do equipamento faz parte da programação do mês da Economia Solidária (dezembro) que conta com o apoio da Sesaes.

O Núcleo de Tecnologias Sociais da UEPB, tendo a frente as professoras Jussara Carneiro da Costa e Idalina Santiago, apoia a Catamais por meio de projetos financiados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico ( CNPq), do Ministério da Ciência e Tecnologia, e pela Pró-Reitoria de Extensão da UEPB, com o envolvimento de professores e alunos da referida universidade. Já o Centrac foi parceiro no processo de incubação da CATAMAIS e passou a atuar mais enfaticamente junto à Cooperativa em 2013, por meio das ações do Projeto “Cooperar para Melhor Coletar”, que desenvolve ações para a melhoria das condições de vida e trabalho dos catadores e catadoras de materiais recicláveis.

galpaoA Cooperativa de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis de Campina Grande (Catamais) acaba de conquistar um espaço próprio para desenvolver as suas atividades de separação e armazenamento dos recicláveis coletados. A entrega oficial do espaço acontecerá no dia 15 de dezembro, próxima quinta-feira, à partir das 9h, no Galpão localizado à rua Ministro Dilson Funaro, nº 431, no Bairro do Velame, em Campina Grande.

Na Solenidade de entrega do Galpão confirmaram presença o Governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB-PB) a presidente da Cinep, Tatiana Domiciano e a secretária executiva da Secretaria Estadual de Segurança Alimentar e Economia Solidária (Sesaes) Ana Paula Almeida que irão fazer a entrega do espaço. Estarão presentes ainda os 12 cooperados e cooperadas que irão receber as chaves, representantes do Centrac, da UEPB, da SEMDH e das outras três cooperativas de catadores e catadoras de Campina Grande.

De acordo com Mary Alves, coordenadora do Projeto “Cooperar para Melhor Coletar” do Centrac, o espaço foi uma conquista fruto da articulação dos catadores da cooperativa com o apoio do Núcleo de Tecnologias Sociais da Universidade Estadual de Campina Grande (UEPB) e do Centrac com o Governo do Estado da Paraíba por meio da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep) e da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (SEMDH).

O local tem cerca de 2.000 m² de área total, com 175 m² quadrados de área construída e dispõe de banheiros e de cerca de proteção. A conquista atende a uma reivindicação antiga do grupo, que foi formado em 2008 e até então funcionava em galpões alugados com recursos da FURNE e da UEPB, contando com o apoio da Fundação Edvaldo do Ó.

Serviço ao meio ambiente – A Catamais atualmente retira das ruas cerca de 10 toneladas de materiais por mês e tem conseguido adquirir equipamentos de uso coletivo e individual com o apoio de projetos de extensão universitária e parceria com ongs e outras instituições. Sem dispor de um espaço próprio, a Catamais foi impedida de receber vários apoios que lhe permitisse aproveitar melhor as potencialidades produzidas pelo trabalho coletivo, especialmente quanto a uma política de comercialização.

Dia da Economia Solidária – a data para a inauguração do Galpão da Catamais é também quando se celebra o Dia Nacional da Economia Solidária, 15 de dezembro. Por isso, em alusão à data haverá na ocasião uma mostra de produtos da economia solidária e uma exposição de fotografias da história da Catamais. A entrega do equipamento faz parte da programação do mês da Economia Solidária (dezembro) que conta com o apoio da Sesaes.

O Núcleo de Tecnologias Sociais da UEPB, tendo a frente as professoras Jussara Carneiro da Costa e Idalina Santiago, apoia a Catamais por meio de projetos financiados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico ( CNPq), do Ministério da Ciência e Tecnologia, e pela Pró-Reitoria de Extensão da UEPB, com o envolvimento de professores e alunos da referida universidade. Já o Centrac foi parceiro no processo de incubação da CATAMAIS e passou a atuar mais enfaticamente junto à Cooperativa em 2013, por meio das ações do Projeto “Cooperar para Melhor Coletar”, que desenvolve ações para a melhoria das condições de vida e trabalho dos catadores e catadoras de materiais recicláveis.