Leonardo chega a um acordo com a federação francesa após suspensão

O brasileiro Leonardo, ex-diretor esportivo do PSG, chegou a um acordo com a Federação Francesa de Futebol (FFF), após pedir uma indenização de € 8,5 milhões (R$ 36,7 milhões) por danos morais e profissionais. Os valores do acerto não foram divulgados pela imprensa da França, mas está prevista uma entrevista coletiva do presidente da entidade, Noël Le Graët, e do ex-jogador brasileiro nesta quinta-feira.
Em julho de 2013, Leonardo foi suspenso por 12 meses por agredir o árbitro Alexandre Castro no duelo contra o Valenciennes, pelo Campeonato Francês, e a punição acabou encurtando a sua passagem como dirigente do PSG. Mais tarde, em 2014, o Tribunal Administrativo de Paris anulou a sanção.
Afastado do futebol desde que deixou o cargo de diretor do Paris Saint-Germain em 2013, Leonardo pode, curiosamente, voltar aos trabalhos na França. De acordo com o jornal “L’Equipe”, o brasileiro é um dos nomes avaliados pela diretoria do Lyon para assumir a equipe no caso de demissão do técnico Hubert Fournier.
Leonardo é um dos três nomes estudados – o suíço Lucien Favre, ex-Borussia Mönchengladbach, também está na lista, segundo o “L’Equipe”. O que pesa contra o brasileiro é justamente o conflito que ele teve com a Federação Francesa de Futebol e o fato de querer trabalhar num clube de maior expressão.
Globoesporte

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial