Presidente do São Paulo adota cautela sobre Lugano e fala em “bom senso”

luganoTratado como reforço dos sonhos por muitos torcedores do São Paulo, Diego Lugano é um nome frequente no Morumbi, mas a possibilidade de contratação do zagueiro é tratada com cautela pelo presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. Em entrevista ao “Seleção SporTV”, o dirigente lembrou que o nome já esteve na pauta em outros momentos e pediu “calma”, lembrando que o clube
– O torcedor são-paulino em geral me pede a contratação do Lugano, mas o que ele mais quer não é puramente o Lugano tecnicamente, mas o que ele simboliza, homem de seriedade, garra, determinação, que honra a camisa, não se conforma com mau resultado e procura ir além, e é o que nós queremos de todo plantel. Vamos esperar um pouco e analisar, sem que a gente possa creditar a um ou debitar a outro essa resolução. Ela surgirá naturalmente fruto de uma análise conjunta e, se Deus no der essa graça, dentro de uma linha de muito bom senso – disse.
O dirigente admite que o nome está em discussão e diz que o desfecho sairá após uma análise conjunta. O cuidado é para evitar que a contratação (ou não) seja atribuída a alguém específico, especialmente pela pressão da torcida.
– O São Paulo precisa de um bom zagueiro e gostará muito de poder adquirí-lo. Porém, não há uma posição específica do presidente, como não há do Ataíde (Gil Guerreiro, vice de futebol) e claro que o Bauza virá com uma opinião dele, mas um contexto onde onde nós todos trabalhamos e discutimos as coisas. Não tenho definida uma posição do Ataíde contra ele, como não tenho eu uma posição definida a favor, isso depende de avaliação. Depende de uma análise de como um jogador se encaixa dentro da equipe – afirmou.
O presidente tricolor destacou o espírito do atleta, mas também fez algumas ressalvas em relação à representatividade do jogador, demonstrando preocupação com possível pressão da pela utilização do uruguaio.
– Para integrar o plantel ele tem as melhores condições, isso é indiscutível. Mas também tem o aspecto de que é um zagueiro com 35 anos, precisamos que isso seja analisado pelo técnico de uma forma muito criteriosa para ver se, ele vindo, servirá para acrescentar efetivamente no campo tecnicamente. Corre-se o risco em não sendo possível a atuação no campo gere na torcida algum tipo de reação ou movimento que possa perturbar o trabalho, e isso precisa ser serenamente analisado e não pode ser feito na base da emoção e da paixão.
Lugano, que conquistou títulos como a Libertadores e o Mundial (ambos em 2005) pelo Tricolor, tem contrato com o Cerro Porteño, do Paraguai, e estaria na mira do futebol chinês.
Globoesporte

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial