Holandeses criam cigarro de maconha eletrônico que não é ilegal

maconhaVocê já deve ter visto aqueles cigarros eletrônicos que ajudam fumantes a largar o vício. Mas um grupo de holandeses resolveu ir além e criar um cigarro eletrônico de maconha que, segundo eles, proporciona aos usuários uma sensação de bem-estar sem os malefícios da fumaça.
A E-njoint, empresa responsável pela criação do gadget, é especializada em cigarros eletrônicos, e criou o novo produto em parceria com laboratórios americanos e europeus.
O mecanismo funciona graças aos terpenos, compostos orgânicos que produzem o aroma e sabor da erva. A diferença é que os terpenos usados para imitar o sabor de maconha no E-njoint foram manipulados para ressaltar efeitos como relaxamento muscular e melhora do humor, entre outros.
O melhor de tudo é que o E-njoint não é ilegal, já que não utiliza alcatrão, canabidiol (CBD), nicotina ou tetraidrocanabinol (THC). No site, o baseado eletrônico pode ser adquirido por cerca de 10 euros.
Exame

maconhaVocê já deve ter visto aqueles cigarros eletrônicos que ajudam fumantes a largar o vício. Mas um grupo de holandeses resolveu ir além e criar um cigarro eletrônico de maconha que, segundo eles, proporciona aos usuários uma sensação de bem-estar sem os malefícios da fumaça.
A E-njoint, empresa responsável pela criação do gadget, é especializada em cigarros eletrônicos, e criou o novo produto em parceria com laboratórios americanos e europeus.
O mecanismo funciona graças aos terpenos, compostos orgânicos que produzem o aroma e sabor da erva. A diferença é que os terpenos usados para imitar o sabor de maconha no E-njoint foram manipulados para ressaltar efeitos como relaxamento muscular e melhora do humor, entre outros.
O melhor de tudo é que o E-njoint não é ilegal, já que não utiliza alcatrão, canabidiol (CBD), nicotina ou tetraidrocanabinol (THC). No site, o baseado eletrônico pode ser adquirido por cerca de 10 euros.
Exame