André é apresentado pelo Corinthians prometendo deixar polêmicas para trás

Aos 25 anos, André quer mostrar no Corinthians que os deslizes do passado serviram para ele amadurecer e se tornar um jogador de futebol mais completo. Apresentado nesta terça-feira como reforço do Timão para a temporada, o atacante mostrou firmeza no discurso: os problemas extracampo não vão mais atrapalhar seu desempenho.
André ainda não sabe qual número vai usar no Corinthians, mas tem com clareza que sua tarefa é fazer gols. Os mesmos gols que o tornaram conhecido no Santos e o fizeram rodar o mundo – Ucrânia e França antes de passar por Atlético-MG e Sport.
– Saí muito novo daqui, ganhei um pouco de experiência rodando esses lugares. Hoje o torcedor do Corinthians pode ver um André muito mais maduro, que sabe o que fazer em campo, consegue pegar os atalhos nos jogos. É um André muito motivado e que quer muito ajudar o Corinthians – afirmou o atacante.
Em alguns momentos da entrevista, André relatou a gratidão pela oportunidade de defender o Corinthians. Reforçou ainda que os problemas no Atlético-MG não vão afetá-lo. Ele tinha contrato com o Galo até o meio do ano, mas foi liberado depois de muita insistência.
– Não tenho nem o que falar sobre motivação. É um grande clube, atual campeão brasileiro. Nem precisa falar. O presidente do Atlético não queria me liberar, mas estou aqui. Estou onde eu queria estar. Atlético é passado – ressaltou André.
O atacante se envolveu em vários episódios polêmicos. A última delas foi apagar o símbolo do clube em foto postada em uma rede social, dando a entender que não queria mais ficar em Belo Horizonte.
Desde que chegou ao Atlético, em 2012, André nunca se firmou totalmente e foi emprestado três vezes: para Santos, Vasco e Sport. Seu pior momento foi em novembro de 2014, quando abusou na noite de Curitiba ao lado de Jô e Emerson Conceição e teve seu contrato suspenso por 30 dias, com a justificativa de indisciplina. Desde então, passou a ter fama de baladeiro, algo que ele quer apagar em seu novo clube.
O atacante assinou contrato válido até dezembro de 2019 e aguarda regularização na CBF e na Federação Paulista de Futebol para estrear. André vai disputar posição com Danilo, atual titular do ataque (improvisado) e Luciano, que se recuperou de lesão no joelho direito e deve voltar a jogar no fim de fevereiro.

Confira abaixo as principais respostas de André:
Vai deixar os problemas para trás?

– Estou feliz de estar aqui no Corinthians, é um clube muito grande, que tem muita expressão e uma torcida fanática. Minha felicidade é enorme de estar aqui. Sobre essas coisas extracampo… sabemos que a cobrança aqui é maior, a torcida é muito fanática, são coisas que ficaram para trás. Não tive qualquer problema no Sport, espero que aqui seja igual.
– De certa forma, os problemas extracampo atrapalharam um pouco. São coisas que ficaram para trás e me fizeram amadurecer. Claro que ninguém quer passar por isso, mas aconteceu. Hoje me cuido e me dedico mais, dentro e fora de campo. Não me arrependo, mas serviu de lição.

Foto sem o escudo do Atlético-MG

– Não foi para forçar minha saída, o presidente sabia qual era minha vontade. Nem queria gerar toda essa polêmica, mas acabou gerando. Agora só falo do Corinthians.

Chance de trabalhar com Tite

– Tive pouco tempo para conversar com ele, porque é jogo atrás de jogo, mas acho que ninguém melhor para remontar um time do que ele. Já provou e fez isso várias vezes. Vai ter que ter um pouco de paciência, são outros jogadores, lembrando que ano passado o time embalou na metade do campeonato. O Tite vai montar um grande time.

Entrosamento e número da camisa

– O Guilherme eu já conhecia da Ucrânia, o Giovanni no Atlético, o Marlone no Vasco e no Sport, isso ajuda a me ambientar no grupo e ficar mais à vontade. A questão do número não tenho preferencia não, a preferência é por jogar e fazer gols.
Globoesporte

Banner Add

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial