Palestina ganha 1 milhão de dólares em prêmio de melhor professora

profA palestina, Hanan Al Hroub, venceu o prêmio de melhor professora do mundo concedido pela Fundação Varkey. O anúncio foi feito pelo papa Francisco em uma transmissão de vídeo em Dubai, na noite deste domingo (13). Ela vai receber o prêmio de um milhão de dólares.
“Felicito a professora Hanan Al Hroub por ter ganhado este prêmio de prestígio, em razão da importância que atribui às brincadeiras na educação das crianças”, declarou o papa no vídeo exibido na cerimônia de premiação.
“A criança tem o direito de brincar. Parte da educação é ensinar-lhes como brincar para aprender brincando”, disse o pontífice.
Hanane receberá o milhão de dólares dividido em dez parcelas.
A cerimônia ocorreu na presença do xeque Mohammad ben Rached al-Maktoum, governante de Dubai, que patrocina a Fundação Varkey.
Hanan Al Hroub, que leciona em uma escola secundária em Al-Bireh, na Cisjordânia, nasceu e cresceu em um campo de refugiados palestinos.
Os filhos da professora Hanan mudaram completamente de comportamento em sala de aula e em casa após serem alvo de tiros. Ela, então, iniciou um processo lento de recuperação desses traumas por meio de jogos em casa. Depois da recuperação, decidiu lecionar para crianças.
Para ela, a violência na Palestina pode afetar diretamente o comportamento infantil. “Uma criança vai amadurecer rápido aqui porque a situação em que vivemos é diferente da de qualquer criança ao redor do mundo”, afirma. Desde então, leva o conceito da não-violência para os estudantes, ensinando sobre comportamento e ética através de jogos, assim como fez com seus filhos.
A cerimônia também foi assistida por vídeo pelo vice-presidente americano, Joe Biden, e pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.
A Fundação Varkey foi criada por Sunny Varkey, um indiano residente em Dubai, presidente da empresa GEMS, dedicada à educação.
G1

profA palestina, Hanan Al Hroub, venceu o prêmio de melhor professora do mundo concedido pela Fundação Varkey. O anúncio foi feito pelo papa Francisco em uma transmissão de vídeo em Dubai, na noite deste domingo (13). Ela vai receber o prêmio de um milhão de dólares.
“Felicito a professora Hanan Al Hroub por ter ganhado este prêmio de prestígio, em razão da importância que atribui às brincadeiras na educação das crianças”, declarou o papa no vídeo exibido na cerimônia de premiação.
“A criança tem o direito de brincar. Parte da educação é ensinar-lhes como brincar para aprender brincando”, disse o pontífice.
Hanane receberá o milhão de dólares dividido em dez parcelas.
A cerimônia ocorreu na presença do xeque Mohammad ben Rached al-Maktoum, governante de Dubai, que patrocina a Fundação Varkey.
Hanan Al Hroub, que leciona em uma escola secundária em Al-Bireh, na Cisjordânia, nasceu e cresceu em um campo de refugiados palestinos.
Os filhos da professora Hanan mudaram completamente de comportamento em sala de aula e em casa após serem alvo de tiros. Ela, então, iniciou um processo lento de recuperação desses traumas por meio de jogos em casa. Depois da recuperação, decidiu lecionar para crianças.
Para ela, a violência na Palestina pode afetar diretamente o comportamento infantil. “Uma criança vai amadurecer rápido aqui porque a situação em que vivemos é diferente da de qualquer criança ao redor do mundo”, afirma. Desde então, leva o conceito da não-violência para os estudantes, ensinando sobre comportamento e ética através de jogos, assim como fez com seus filhos.
A cerimônia também foi assistida por vídeo pelo vice-presidente americano, Joe Biden, e pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.
A Fundação Varkey foi criada por Sunny Varkey, um indiano residente em Dubai, presidente da empresa GEMS, dedicada à educação.
G1