Invicto, Vasco é bicampeão no Rio

Herói da classificação na semifinal contra o Flamengo, ao marcar o gol da vitória vascaína no clássico, Rafael Vaz mostrou estrela mais uma vez na decisão contra o Botafogo. Foi dele o gol de empate no Maracanã, o gol do sexto título invicto – que não acontece desde 1992 – de um Vasco aguerrido, disciplinado, e que inicia a disputa da Série B neste ano de forma muito distinta do início da Série A no ano passado, quando acabou rebaixado após também ser campeão estadual.

Como no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, o Botafogo criou mais, mas pecou na eficiência. O clube de General Severiano conseguiu abrir o placar aos quatro do segundo tempo, com Leandrinho. A alegria, contudo, durou somente sete minutos. Aos 11, com cruzamento na medida de Nenê, Vaz se consagrou como protagonista do triunfo cruz-maltino. Em pleno Dia das Mães, o presente foi para a torcida, que voltou a fazer a festa com gritos de “bicampeão”.

GloboEsporte.com

Herói da classificação na semifinal contra o Flamengo, ao marcar o gol da vitória vascaína no clássico, Rafael Vaz mostrou estrela mais uma vez na decisão contra o Botafogo. Foi dele o gol de empate no Maracanã, o gol do sexto título invicto – que não acontece desde 1992 – de um Vasco aguerrido, disciplinado, e que inicia a disputa da Série B neste ano de forma muito distinta do início da Série A no ano passado, quando acabou rebaixado após também ser campeão estadual.

Como no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, o Botafogo criou mais, mas pecou na eficiência. O clube de General Severiano conseguiu abrir o placar aos quatro do segundo tempo, com Leandrinho. A alegria, contudo, durou somente sete minutos. Aos 11, com cruzamento na medida de Nenê, Vaz se consagrou como protagonista do triunfo cruz-maltino. Em pleno Dia das Mães, o presente foi para a torcida, que voltou a fazer a festa com gritos de “bicampeão”.

GloboEsporte.com