Usain Bolt está no Rio de Janeiro para tentar o tricampeonato olímpico

usainO jamaicano Usain Bolt, recordista mundial e bicampeão olímpico nos 100 metros rasos, já está no Rio de Janeiro. Ele chegou na noite dessa quarta (27) pelo Aeroporto Internacional do Galeão.

A presença do atleta, que usava boné, óculos escuros e fones de ouvido, chamou a atenção das pessoas que estavam no Terminal 2. Elas tentaram se aproximar do ídolo que acenou para os fãs. O velocista jamaicano estava acompanhado de membros da delegação e entrou em um carro que o levou para um hotel da cidade.

Bolt tem seis medalhas olímpicas de ouro e tentará no Rio o tricampeonato nos 100 metros rasos, nos 200 metros e no revezamento 4 x 100 metros.

As provas de atletismo estão previstas para começar no dia 12 de agosto, no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Engenho de Dentro, bairro da zona norte da capital fluminense.

A expectativa é que ele faça o seu treinamento nas instalações do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), também na zona norte, que fechou acordo com a equipe de atletismo da Jamaica.
Agência Brasil

usainO jamaicano Usain Bolt, recordista mundial e bicampeão olímpico nos 100 metros rasos, já está no Rio de Janeiro. Ele chegou na noite dessa quarta (27) pelo Aeroporto Internacional do Galeão.

A presença do atleta, que usava boné, óculos escuros e fones de ouvido, chamou a atenção das pessoas que estavam no Terminal 2. Elas tentaram se aproximar do ídolo que acenou para os fãs. O velocista jamaicano estava acompanhado de membros da delegação e entrou em um carro que o levou para um hotel da cidade.

Bolt tem seis medalhas olímpicas de ouro e tentará no Rio o tricampeonato nos 100 metros rasos, nos 200 metros e no revezamento 4 x 100 metros.

As provas de atletismo estão previstas para começar no dia 12 de agosto, no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Engenho de Dentro, bairro da zona norte da capital fluminense.

A expectativa é que ele faça o seu treinamento nas instalações do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), também na zona norte, que fechou acordo com a equipe de atletismo da Jamaica.
Agência Brasil