Marta se irrita com comparações com Neymar: ‘Marta é Marta, Neymar é Neymar’

marta10A vitória da seleção feminina de futebol na estreia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro foi tranquila, e os torcedores presentes ao Estádio do Engenhão se empolgaram.
Os espectadores do 3 a 0 sobre a China nesta quarta-feira começaram a gritar que Marta, quatro vezes melhor jogadora do mundo, era melhor que o Neymar, o astro do time masculino que faz sua primeira partida amanhã diante da África do Sul.
Após a partida, vários jornalistas perguntaram à camisa 10 sobre os gritos da arquibancada, e ela se irritou bastante com a insistência. “Não tem essa comparação: Marta é Marta, Neymar é Neymar”, disparou a meia-atacante.
O técnico Vadão também evitou polemizar e colocou panos quentes no assunto.
“A gente faz tudo para evitar esse tipo de comparação, mas não tem o que fazer. Acontece, não tem como controlar”, disse o treinador.
“A gente não gosta, porque não existe essa rivalidade entre nós. Hoje mesmo Neymar mandou um vídeo desejando boa sorte, e também acontece o contrário”, continuou.
Marta deixou o jogo no segundo tempo por precaução após levar pancada no joelho direito, que já vinha incomodando, de acordo com Vadão.
A seleção brasileira feminina de futebol volta a campo no próximo sábado, novamente no Engenhão, contra a Suécia, às 22h (de Brasília).
MSN

marta10A vitória da seleção feminina de futebol na estreia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro foi tranquila, e os torcedores presentes ao Estádio do Engenhão se empolgaram.
Os espectadores do 3 a 0 sobre a China nesta quarta-feira começaram a gritar que Marta, quatro vezes melhor jogadora do mundo, era melhor que o Neymar, o astro do time masculino que faz sua primeira partida amanhã diante da África do Sul.
Após a partida, vários jornalistas perguntaram à camisa 10 sobre os gritos da arquibancada, e ela se irritou bastante com a insistência. “Não tem essa comparação: Marta é Marta, Neymar é Neymar”, disparou a meia-atacante.
O técnico Vadão também evitou polemizar e colocou panos quentes no assunto.
“A gente faz tudo para evitar esse tipo de comparação, mas não tem o que fazer. Acontece, não tem como controlar”, disse o treinador.
“A gente não gosta, porque não existe essa rivalidade entre nós. Hoje mesmo Neymar mandou um vídeo desejando boa sorte, e também acontece o contrário”, continuou.
Marta deixou o jogo no segundo tempo por precaução após levar pancada no joelho direito, que já vinha incomodando, de acordo com Vadão.
A seleção brasileira feminina de futebol volta a campo no próximo sábado, novamente no Engenhão, contra a Suécia, às 22h (de Brasília).
MSN