Veneziano assina termo de compromisso com servidor; atual prefeito se negou e foi vaiado

sintabDurante o debate do Sintab, na manhã desta terça-feira, 13, no auditório do Colégio das Damas, o candidato a prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), assinou um Termo de Compromisso elencado pelo sindicato dos servidores públicos municipais, assumindo que vai continuar respeitando o funcionalismo, igualmente ao que fez quando foi prefeito de 2015 a 2012. O atual prefeito se negou a assinar o documento e foi vaiado pelas mais de 400 pessoas presentes ao local.
Veneziano disse na presença de todos que não tinha problema algum em assinar o documento, “até porque, foi no nosso Governo que muitos avanços foram conquistados pelos servidores, quando fizemos 12 concursos, chamamos mais de 6 mil concursados; instituímos a tabela anual de pagamento de salários; criamos os PCCRs para todas as categorias, reconhecemos, enquanto categoria de servidor, os trabalhadores agentes de saúde e de combate às endemias”, afirmou o candidato.
Foram vários os questionamentos em que Veneziano teve participação direta. Numa delas, o peemedebista denunciou que o atual prefeito enviou mensagem à Câmara, na tentativa de usar recursos do Fundeb para outros fins. “Os que fazem o Sintab podem ficar tranquilos, esses recursos serão utilizados na educação, na continuidade das creches iniciadas na nossa gestão e abandonadas pelo atual gestor; na melhoria da qualidade das nossas escolas, bem como na continuidade do nosso projeto de Escola em tempo integral, igualmente as que implantamos no Pedregal e em São José da Mata”, se comprometeu o candidato.
Mais à frente, Veneziano lamentou a situação atual dos servidores municipais, onde ainda existem servidores que ainda sequer receberam os salários de julho, enquanto até os médicos estão tendo que tirar dinheiro do bolso para comprar água mineral e esparadrapo.
Veneziano também lamentou o abandono da Upa da Dinamérica, o sucateamento do Hospital dito municipal Edgley Maciel, bem como outros equipamentos, onde servidores tinham seus postos de trabalho com qualidade e eficiência.
Ao final do debate, Veneziano se comprometeu também de honrar com as consignações do Sintab, estar sempre de portas abertas com o Gabinete para receber os diretos da entidade: “Nossa gestão recebeu o Sindicato diversas vezes, inclusive com a minha presença. Nunca houve greve por esse motivo, diferente da atual gestão, que se recusa a dialogar com o funcionalismo”, disse o candidato.

sintabDurante o debate do Sintab, na manhã desta terça-feira, 13, no auditório do Colégio das Damas, o candidato a prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), assinou um Termo de Compromisso elencado pelo sindicato dos servidores públicos municipais, assumindo que vai continuar respeitando o funcionalismo, igualmente ao que fez quando foi prefeito de 2015 a 2012. O atual prefeito se negou a assinar o documento e foi vaiado pelas mais de 400 pessoas presentes ao local.
Veneziano disse na presença de todos que não tinha problema algum em assinar o documento, “até porque, foi no nosso Governo que muitos avanços foram conquistados pelos servidores, quando fizemos 12 concursos, chamamos mais de 6 mil concursados; instituímos a tabela anual de pagamento de salários; criamos os PCCRs para todas as categorias, reconhecemos, enquanto categoria de servidor, os trabalhadores agentes de saúde e de combate às endemias”, afirmou o candidato.
Foram vários os questionamentos em que Veneziano teve participação direta. Numa delas, o peemedebista denunciou que o atual prefeito enviou mensagem à Câmara, na tentativa de usar recursos do Fundeb para outros fins. “Os que fazem o Sintab podem ficar tranquilos, esses recursos serão utilizados na educação, na continuidade das creches iniciadas na nossa gestão e abandonadas pelo atual gestor; na melhoria da qualidade das nossas escolas, bem como na continuidade do nosso projeto de Escola em tempo integral, igualmente as que implantamos no Pedregal e em São José da Mata”, se comprometeu o candidato.
Mais à frente, Veneziano lamentou a situação atual dos servidores municipais, onde ainda existem servidores que ainda sequer receberam os salários de julho, enquanto até os médicos estão tendo que tirar dinheiro do bolso para comprar água mineral e esparadrapo.
Veneziano também lamentou o abandono da Upa da Dinamérica, o sucateamento do Hospital dito municipal Edgley Maciel, bem como outros equipamentos, onde servidores tinham seus postos de trabalho com qualidade e eficiência.
Ao final do debate, Veneziano se comprometeu também de honrar com as consignações do Sintab, estar sempre de portas abertas com o Gabinete para receber os diretos da entidade: “Nossa gestão recebeu o Sindicato diversas vezes, inclusive com a minha presença. Nunca houve greve por esse motivo, diferente da atual gestão, que se recusa a dialogar com o funcionalismo”, disse o candidato.