PEC 241: bancada paraibana na Câmara Federal vota fechada com Temer; apenas Luiz Couto diverge

Onze dos doze deputados que compõem a bancada paraibana na Câmara Federal votaram favoravelmente à aprovação da PEC 241, que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos.
Apenas o deputado Luiz Couto, do PT, divergiu da bancada e votou contrário à proposta.
Aprovado pela Câmara, o texto seguirá, agora, para análise no Senado, onde a expectativa é de votação em 13 de dezembro.
Na noite dessa terça (25), o texto-base da PEC já havia sido aprovado pelos deputados, por 359 votos a 116, mas ainda faltava a análise de seis destaques (sugestões de alteração ao texto original). Essas sugestões, contudo, foram todas rejeitadas.
Por se tratar de uma alteração na Constituição, a proposta precisava ser aprovada por pelo menos três quintos dos deputados (308 dos 513).
G1 PB

Onze dos doze deputados que compõem a bancada paraibana na Câmara Federal votaram favoravelmente à aprovação da PEC 241, que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos.
Apenas o deputado Luiz Couto, do PT, divergiu da bancada e votou contrário à proposta.
Aprovado pela Câmara, o texto seguirá, agora, para análise no Senado, onde a expectativa é de votação em 13 de dezembro.
Na noite dessa terça (25), o texto-base da PEC já havia sido aprovado pelos deputados, por 359 votos a 116, mas ainda faltava a análise de seis destaques (sugestões de alteração ao texto original). Essas sugestões, contudo, foram todas rejeitadas.
Por se tratar de uma alteração na Constituição, a proposta precisava ser aprovada por pelo menos três quintos dos deputados (308 dos 513).
G1 PB