Músico é assassinado a tiros após discutir política em quiosque da Capital

Um músico identificado como Alexandre foi morto a tiros na noite desse domingo (31) em um quiosque no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. A esposa, de nome Ana, dele também foi ferida pelos disparos.
Conforme a polícia, o crime teria ocorrido após o músico se apresentar no estabelecimento. Ele teria decidido aproveitar o resto da noite no quiosque e juntou-se a uma mesa. O músico e um cliente teriam começado a conversar sobre política e discordado em alguns pontos.
Irritado com a opinião do músico, o cliente teria sacado uma arma de fogo e disparado vários tiros. O músico morreu na hora. A esposa dele foi atingida e socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. Conforme boletim da unidade, a mulher recebeu alta por volta das 2h.
Outro crime
Ainda durante a noite, um homem foi morto a tiros próximo ao posto de polícia no bairro de Mandacaru. A polícia trabalha com a hipótese de a vítima ter se envolvido em uma briga de trânsito e sido perseguida até o local onde sofreu os ferimentos.
A Polícia Civil vai investigar os dois casos. Até a publicação desta matéria, não havia informações sobre prisão de suspeitos.

Um músico identificado como Alexandre foi morto a tiros na noite desse domingo (31) em um quiosque no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. A esposa, de nome Ana, dele também foi ferida pelos disparos.
Conforme a polícia, o crime teria ocorrido após o músico se apresentar no estabelecimento. Ele teria decidido aproveitar o resto da noite no quiosque e juntou-se a uma mesa. O músico e um cliente teriam começado a conversar sobre política e discordado em alguns pontos.
Irritado com a opinião do músico, o cliente teria sacado uma arma de fogo e disparado vários tiros. O músico morreu na hora. A esposa dele foi atingida e socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. Conforme boletim da unidade, a mulher recebeu alta por volta das 2h.
Outro crime
Ainda durante a noite, um homem foi morto a tiros próximo ao posto de polícia no bairro de Mandacaru. A polícia trabalha com a hipótese de a vítima ter se envolvido em uma briga de trânsito e sido perseguida até o local onde sofreu os ferimentos.
A Polícia Civil vai investigar os dois casos. Até a publicação desta matéria, não havia informações sobre prisão de suspeitos.