Oito ex-deputados da PB são denunciados por uso indevido de verba pública; lista tem mais 435

A Procuradoria da República em Brasília denunciou 443 ex-deputados federais, entre eles oito paraibanos, por uso indevido de recursos públicos. A denúncia tem relação com esquema ‘Farra das Passagens’, noticiado em 2009 pelo Congresso em Foco.
Caberá ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) decidir se aceita ou não a denúncia. Caso os investigados venham a ser julgados e condenados, a pena pode chegar a 12 meses prisão.
Da Paraíba, são investigados: Armando Abílio, Carlos Dunga, Enivaldo Ribeiro (vice-prefeito eleito em Campina Grande nas Eleições 2016), Domiciano Cabral, Wilson Santiago, Marcondes Gadelha, Walter Brito Neto e Wilson Braga.
A lista completa dos ex-deputados denunciados foi publicada pelo Congresso em Foco, clique aqui e confira.

 

A Procuradoria da República em Brasília denunciou 443 ex-deputados federais, entre eles oito paraibanos, por uso indevido de recursos públicos. A denúncia tem relação com esquema ‘Farra das Passagens’, noticiado em 2009 pelo Congresso em Foco.
Caberá ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) decidir se aceita ou não a denúncia. Caso os investigados venham a ser julgados e condenados, a pena pode chegar a 12 meses prisão.
Da Paraíba, são investigados: Armando Abílio, Carlos Dunga, Enivaldo Ribeiro (vice-prefeito eleito em Campina Grande nas Eleições 2016), Domiciano Cabral, Wilson Santiago, Marcondes Gadelha, Walter Brito Neto e Wilson Braga.
A lista completa dos ex-deputados denunciados foi publicada pelo Congresso em Foco, clique aqui e confira.