Paraibano morre após ser mordido por tubarão durante pesca no Rio Grande do Sul

De acordo com a Marinha, o barco onde estava o paraibano realizava pesca a cerca de 335 km do litoral de Rio Grande quando foi mordido após colocar o tubarão n convés do barco
O paraibano Linaldo Galdino, de 32 anos, morreu, no município de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, após ser mordido na perna por um tubarão durante pesca em um barco. O caso aconteceu nessa terça-feira (15).

De acordo com a Marinha, o barco onde estava o paraibano realizava pesca a cerca de 335 km do litoral de Rio Grande. Com outros funcionários do barco, Linaldo Galdino ajudou a fisgar e trazer o tubarão para o convés. Nesse momento, o animal conseguiu se debater e morder a panturrilha do paraibano.

A Marinha recebeu o pedido de socorro dos marinheiros por volta das 10h e prestou orientações médicas por telefone via satélite para que os marinheiros realizassem os primeiros socorros.

Porém, ao chegar ao local com ajuda de um helicóptero, a equipe de resgate da Força Aérea Brasileira (FAB) atestou a morte do paraibano, que já havia perdido muito sangue.

O corpo do paraibano foi levado, no barco de pesca, para Itajaí-SC, onde deve ser enviado para a Paraíba.

De acordo com a Marinha, o barco onde estava o paraibano realizava pesca a cerca de 335 km do litoral de Rio Grande quando foi mordido após colocar o tubarão n convés do barco
O paraibano Linaldo Galdino, de 32 anos, morreu, no município de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, após ser mordido na perna por um tubarão durante pesca em um barco. O caso aconteceu nessa terça-feira (15).

De acordo com a Marinha, o barco onde estava o paraibano realizava pesca a cerca de 335 km do litoral de Rio Grande. Com outros funcionários do barco, Linaldo Galdino ajudou a fisgar e trazer o tubarão para o convés. Nesse momento, o animal conseguiu se debater e morder a panturrilha do paraibano.

A Marinha recebeu o pedido de socorro dos marinheiros por volta das 10h e prestou orientações médicas por telefone via satélite para que os marinheiros realizassem os primeiros socorros.

Porém, ao chegar ao local com ajuda de um helicóptero, a equipe de resgate da Força Aérea Brasileira (FAB) atestou a morte do paraibano, que já havia perdido muito sangue.

O corpo do paraibano foi levado, no barco de pesca, para Itajaí-SC, onde deve ser enviado para a Paraíba.