Público lota estádio de Medellín para homenagem à Chapecoense

lotadoO estádio Atanasio Girardot, do Atlético Nacional, que seria adversário da Chapecoense na final da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira (30), foi tomado por colombianos no horário em que a bola rolaria para uma homenagem à equipe brasileira, cuja comitiva sofreu um acidente aéreo nessa terça-feira (29), ocasião em que 71 pessoas morreram, entre jogadores, dirigentes, jornalistas e tripulação.

O público, que foi convidado a comparecer vestido de branco, levando flores para prestar um tributo às vítimas do voo LMI-2933, gritou “ole, ole, ole, ole, Chape! Chape!”.
Ao longo da homenagem, todas as vítimas da tragédia foram lembradas. No mesmo momento, a Arena Condá, em Chapecó (SC), também fez homenagem.

lotadoO estádio Atanasio Girardot, do Atlético Nacional, que seria adversário da Chapecoense na final da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira (30), foi tomado por colombianos no horário em que a bola rolaria para uma homenagem à equipe brasileira, cuja comitiva sofreu um acidente aéreo nessa terça-feira (29), ocasião em que 71 pessoas morreram, entre jogadores, dirigentes, jornalistas e tripulação.

O público, que foi convidado a comparecer vestido de branco, levando flores para prestar um tributo às vítimas do voo LMI-2933, gritou “ole, ole, ole, ole, Chape! Chape!”.
Ao longo da homenagem, todas as vítimas da tragédia foram lembradas. No mesmo momento, a Arena Condá, em Chapecó (SC), também fez homenagem.