Morador reage a assalto em mansão e mata criminoso na Zona Oeste de SP

O morador de uma mansão da Zona Oeste de São Paulo, praticante de artes marciais, imobilizou um assaltante armado que invadiu sua casa, o desarmou e atirou nele entre a noite de domingo (18) e a madrugada desta segunda-feira (19). O criminoso morreu no local. Outros dois integrantes da quadrilha que mantiveram a família refém conseguiram fugir. As informações são do Bom Dia São Paulo e da GloboNews.
A ocorrência foi registrada no 89º Distrito Policial (DP), Portal do Morumbi, na Zona Sul da capital, mas será investigado pelo 34º DP, Vila Sônia. Policiais vão querer saber se o morador atirou no criminoso para se defender ou se teve a intenção de matá-lo. Ao menos quatro disparos foram feitos pela vítima.
Uma pistola .40 e uma arma falsa foram apreendidas pela polícia. Elas seriam dos assaltantes.
Quatro pessoas moram na mansão. Um casal e seus dois filhos: um rapaz e uma moça.
Os três criminosos entraram na mansão no momento em que a moça chegava de carro ao imóvel. Dois bandidos armados a renderam. Depois pegaram o pai dela e mantiveram os dois na cozinha da casa.
Um terceiro assaltante também entrou na residência, subiu as escadas e se encontrou com o rapaz. Antes, o morador da casa havia dito para a sua mãe se esconder no banheiro assim que notou a presença dos criminosos.
Em seguida, o jovem, de aproximadamente 20 anos, dominou o criminoso, tirou a arma dele e disparou. O bandido, que já tinha passagem pela polícia, morreu por disparos que atingiram sua cabeça, costas e costelas. A polícia vai analisar câmeras de segurança para tentar identificar os outros dois assaltantes.
Em depoimento à polícia, o rapaz contou que decidiu reagir ao assalto porque pratica artes marciais. Apesar disso, a polícia sempre reforça o pedido para que nunca se reaja a assaltos.
G1

O morador de uma mansão da Zona Oeste de São Paulo, praticante de artes marciais, imobilizou um assaltante armado que invadiu sua casa, o desarmou e atirou nele entre a noite de domingo (18) e a madrugada desta segunda-feira (19). O criminoso morreu no local. Outros dois integrantes da quadrilha que mantiveram a família refém conseguiram fugir. As informações são do Bom Dia São Paulo e da GloboNews.
A ocorrência foi registrada no 89º Distrito Policial (DP), Portal do Morumbi, na Zona Sul da capital, mas será investigado pelo 34º DP, Vila Sônia. Policiais vão querer saber se o morador atirou no criminoso para se defender ou se teve a intenção de matá-lo. Ao menos quatro disparos foram feitos pela vítima.
Uma pistola .40 e uma arma falsa foram apreendidas pela polícia. Elas seriam dos assaltantes.
Quatro pessoas moram na mansão. Um casal e seus dois filhos: um rapaz e uma moça.
Os três criminosos entraram na mansão no momento em que a moça chegava de carro ao imóvel. Dois bandidos armados a renderam. Depois pegaram o pai dela e mantiveram os dois na cozinha da casa.
Um terceiro assaltante também entrou na residência, subiu as escadas e se encontrou com o rapaz. Antes, o morador da casa havia dito para a sua mãe se esconder no banheiro assim que notou a presença dos criminosos.
Em seguida, o jovem, de aproximadamente 20 anos, dominou o criminoso, tirou a arma dele e disparou. O bandido, que já tinha passagem pela polícia, morreu por disparos que atingiram sua cabeça, costas e costelas. A polícia vai analisar câmeras de segurança para tentar identificar os outros dois assaltantes.
Em depoimento à polícia, o rapaz contou que decidiu reagir ao assalto porque pratica artes marciais. Apesar disso, a polícia sempre reforça o pedido para que nunca se reaja a assaltos.
G1