Três morrem em troca de tiros com a PM após tentativa de furto a banco

Três homens morreram e outro ficou ferido em troca de tiros com a Polícia Militar, durante uma tentativa de furto a banco, na zona sul de Ribeirão Preto (SP), na madrugada de quarta-feira (21). Explosivos foram deixados pelo grupo em um dos caixas eletrônicos da agência, que permanece interditada.
A PM bloqueou parcialmente o trecho, no cruzamento da Avenida Independência com a Rua Adolfo Serra, e aguarda a chegada do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) para desarmar a dinamite. O corpo de um dos suspeitos permanece dentro de um carro, próximo à agência, porque também há explosivos no veículo.
Segundo informações da PM, moradores informaram sobre a ação durante a madrugada, após ouvirem a quadrilha estourar a porta principal da agência. Quando as viaturas chegaram ao local, supreenderam a quadrilha dentro do banco. Um dos suspeitos foi baleado e morto na porta do prédio, após atirar contra os policiais.
“Nós chegamos no momento em que eles estavam saindo do banco. Na verdade, nós já estavamos no local abrigados e eles já tinham entrado no banco. Foi acionado o equipamento de fumaça e, no momento em que eles encontraram os policiais militares, já reagiram. Não largaram as armas e reagiram”, contou o capitão da PM Cícero Melo.
Outros três homens tentaram fugir em um veículo Gol, seguindo na contramão pela Avenida Independência, e foram perseguidos. Durante a troca de tiros, um dos suspeitos desceu do carro e foi baleado na perna. Ele foi socorrido pela PM e levado à Unidade Básica Distrital de Saúde (UBDS) Central, mas não corre risco de morrer.
Outro homem também tentou fugir correndo, mas acabou baleado e morto em um terreno a dois quarteirões da agência bancária. Já o terceiro suspeito que morreu foi atingido pelos disparos ainda dentro do carro. O capitão afirmou que ele segurava um explosivo e, por esse motivo, o veículo está isolado.
“O Gate já foi acionado porque tem uma emulsão ao lado do corpo do indivíduo, então há um risco de explosão. A gente fez o isolamento no local, a cerca de 150 metros, tanto é que esse corpo ainda não foi retirado do local porque existe o risco de explosão”, completou.
Três revólveres calibre 38 e outro calibre 22 foram apreendidos. O carro usado pela quadrilha está com as placas adulteradas com fita isolante, segundo informou a PM. Peritos estão no local, que permanece interditado com cavaletes e faixas.
Agentes da Transerp orientam os motoristas nas proximidades da Avenida Independência. A previsão é de que os agentes do Gate cheguem a Ribeirão Preto no início da tarde desta quarta-feira. Ainda não há previsão para a liberação das vias.
“Não chegaram a levar nada. Só que a gente ainda não fez a perícia dentro do banco. Estamos aguardando o gerente para verificar, mas o que a gente percebe do lado de fora são danos na parte externa somente”, disse o capitão da PM.
G1

Três homens morreram e outro ficou ferido em troca de tiros com a Polícia Militar, durante uma tentativa de furto a banco, na zona sul de Ribeirão Preto (SP), na madrugada de quarta-feira (21). Explosivos foram deixados pelo grupo em um dos caixas eletrônicos da agência, que permanece interditada.
A PM bloqueou parcialmente o trecho, no cruzamento da Avenida Independência com a Rua Adolfo Serra, e aguarda a chegada do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) para desarmar a dinamite. O corpo de um dos suspeitos permanece dentro de um carro, próximo à agência, porque também há explosivos no veículo.
Segundo informações da PM, moradores informaram sobre a ação durante a madrugada, após ouvirem a quadrilha estourar a porta principal da agência. Quando as viaturas chegaram ao local, supreenderam a quadrilha dentro do banco. Um dos suspeitos foi baleado e morto na porta do prédio, após atirar contra os policiais.
“Nós chegamos no momento em que eles estavam saindo do banco. Na verdade, nós já estavamos no local abrigados e eles já tinham entrado no banco. Foi acionado o equipamento de fumaça e, no momento em que eles encontraram os policiais militares, já reagiram. Não largaram as armas e reagiram”, contou o capitão da PM Cícero Melo.
Outros três homens tentaram fugir em um veículo Gol, seguindo na contramão pela Avenida Independência, e foram perseguidos. Durante a troca de tiros, um dos suspeitos desceu do carro e foi baleado na perna. Ele foi socorrido pela PM e levado à Unidade Básica Distrital de Saúde (UBDS) Central, mas não corre risco de morrer.
Outro homem também tentou fugir correndo, mas acabou baleado e morto em um terreno a dois quarteirões da agência bancária. Já o terceiro suspeito que morreu foi atingido pelos disparos ainda dentro do carro. O capitão afirmou que ele segurava um explosivo e, por esse motivo, o veículo está isolado.
“O Gate já foi acionado porque tem uma emulsão ao lado do corpo do indivíduo, então há um risco de explosão. A gente fez o isolamento no local, a cerca de 150 metros, tanto é que esse corpo ainda não foi retirado do local porque existe o risco de explosão”, completou.
Três revólveres calibre 38 e outro calibre 22 foram apreendidos. O carro usado pela quadrilha está com as placas adulteradas com fita isolante, segundo informou a PM. Peritos estão no local, que permanece interditado com cavaletes e faixas.
Agentes da Transerp orientam os motoristas nas proximidades da Avenida Independência. A previsão é de que os agentes do Gate cheguem a Ribeirão Preto no início da tarde desta quarta-feira. Ainda não há previsão para a liberação das vias.
“Não chegaram a levar nada. Só que a gente ainda não fez a perícia dentro do banco. Estamos aguardando o gerente para verificar, mas o que a gente percebe do lado de fora são danos na parte externa somente”, disse o capitão da PM.
G1