Artilheiro do Belo em 2016 deve retornar ao futebol brasileiro em 2017

O atacante Müller Fernandes, artilheiro do Botafogo-PB na temporada, com nove gols, ao lado de Warley, deixou o time do Ermis, do Chipre. O atleta não se adaptou ao país europeu e está próximo de retornar ao futebol brasileiro em 2017.

“Foram fatores extra-campo que atrapalharam meu rendimento. Minha família e eu não nos acostumamos à vida nova e houve algumas questões internas que o clube não honrou. Mas, agora é bola para frente, agradeço aos profissionais que me deram esta oportunidade e segue o jogo”, disse.

Falando sobre uma possível volta ao Belo, Müller mostrou carinho pelo Alvinegro da Estrela Vermelha. “A conexão que tive com a torcida foi uma coisa fantástica. Serão momentos que jamais esquecerei. Ficarão para sempre na minha memória. Agora para 2017 estou analisando propostas muito boas que tive, vou estudá-las com meu empresário Alex Fabiano e vamos decidir”, finalizou.
No primeiro semestre, o atacante atuou 28 vezes com a camisa do Belo – 24 partidas oficias por Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Campeonato Paraibano e Brasileirão Série C, além de outros quatro amistosos. Foi vice-campeão paraibano e participou da histórica campanha que levou o clube para as oitavas de final da Copa do Brasil.

O atacante Müller Fernandes, artilheiro do Botafogo-PB na temporada, com nove gols, ao lado de Warley, deixou o time do Ermis, do Chipre. O atleta não se adaptou ao país europeu e está próximo de retornar ao futebol brasileiro em 2017.

“Foram fatores extra-campo que atrapalharam meu rendimento. Minha família e eu não nos acostumamos à vida nova e houve algumas questões internas que o clube não honrou. Mas, agora é bola para frente, agradeço aos profissionais que me deram esta oportunidade e segue o jogo”, disse.

Falando sobre uma possível volta ao Belo, Müller mostrou carinho pelo Alvinegro da Estrela Vermelha. “A conexão que tive com a torcida foi uma coisa fantástica. Serão momentos que jamais esquecerei. Ficarão para sempre na minha memória. Agora para 2017 estou analisando propostas muito boas que tive, vou estudá-las com meu empresário Alex Fabiano e vamos decidir”, finalizou.
No primeiro semestre, o atacante atuou 28 vezes com a camisa do Belo – 24 partidas oficias por Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Campeonato Paraibano e Brasileirão Série C, além de outros quatro amistosos. Foi vice-campeão paraibano e participou da histórica campanha que levou o clube para as oitavas de final da Copa do Brasil.