Vasco ainda deve R$ 14 milhões a 12 ex-jogadores e encostados; veja lista

Em entrevista coletiva na sede do Vasco, no Rio de Janeiro, na terça-feira, o presidente Eurico Miranda apresentou o balanço financeiro de sua gestão, na qual detalhou os gastos para o pagamento de dívidas deixadas pelo antecessor Roberto Dinamite. Dentre elas, com diversos jogadores que já deixaram o Vasco ou até mesmo o futebol.
Mais precisamente, são 12 atletas e ex-atletas com quem a equipe cruz-maltina ainda têm pendências. Ao todo, o clube devia R$ 20.155.073,45, sendo que, segundo o que foi apresentado pelo próprio mandatário, R$ 5.607.309,10 foram pagos até o dia 5 de dezembro deste ano.
Ainda faltam ser pagos R$ 14.547.764,35 a jogadores que deixaram o Vasco há muito tempo, como os laterais-direitos Élder Granja, Élson e Auremir ou ao meia Caíque. Outros, como Sandro Silva, por exemplo, ainda pertencem ao time carioca, mas peregrinam pelo Brasil emprestados.
Nem mesmo os ídolos do clube deixam o compromisso vascaíno de lado. Casos do ex-meio-campista Felipe e do ex-atacante Edmundo, que seguiram carreiras diferentes após pendurarem as chuteiras.
Da lista exposta por Eurico, apenas um atleta teve todos os dividendos pagos: o goleiro Fernando Prass, hoje ídolo do Palmeiras.
Confira lista:

lista
Uol

Em entrevista coletiva na sede do Vasco, no Rio de Janeiro, na terça-feira, o presidente Eurico Miranda apresentou o balanço financeiro de sua gestão, na qual detalhou os gastos para o pagamento de dívidas deixadas pelo antecessor Roberto Dinamite. Dentre elas, com diversos jogadores que já deixaram o Vasco ou até mesmo o futebol.
Mais precisamente, são 12 atletas e ex-atletas com quem a equipe cruz-maltina ainda têm pendências. Ao todo, o clube devia R$ 20.155.073,45, sendo que, segundo o que foi apresentado pelo próprio mandatário, R$ 5.607.309,10 foram pagos até o dia 5 de dezembro deste ano.
Ainda faltam ser pagos R$ 14.547.764,35 a jogadores que deixaram o Vasco há muito tempo, como os laterais-direitos Élder Granja, Élson e Auremir ou ao meia Caíque. Outros, como Sandro Silva, por exemplo, ainda pertencem ao time carioca, mas peregrinam pelo Brasil emprestados.
Nem mesmo os ídolos do clube deixam o compromisso vascaíno de lado. Casos do ex-meio-campista Felipe e do ex-atacante Edmundo, que seguiram carreiras diferentes após pendurarem as chuteiras.
Da lista exposta por Eurico, apenas um atleta teve todos os dividendos pagos: o goleiro Fernando Prass, hoje ídolo do Palmeiras.
Confira lista:

lista
Uol