Empresária é assassinada com tiro na cabeça durante assalto em CG

Uma empresária foi assassinada durante a tarde deste sábado (24) na avenida Getúlio Vargas, no Centro de Campina Grande. De acordo com informações do Centro Integrado de Operações Policiais (CIOP), Célia Márcia Santos Cirne, de 69 anos, estava saindo da garagem do seu estabelecimento comercial quando foi abordada por um suspeito.
Um outro criminoso teria ficado esperando em uma motocicleta enquanto o primeiro entrou no estacionamento e praticou o crime. A polícia ainda não sabe o que teria motivado o criminoso a atirar contra a vítima que, atingida por um tiro no rosto, perdeu o controle do carro e colidiu contra um outro veículo.
A principal suspeita é que a empresária tenha se assustado com a abordagem, os bandidos entenderam como uma reação e atiraram. A bolsa da empresária foi levada pela dupla.
Em estado gravíssimo, ela ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu ao ferimento. A polícia suspeita que a dupla tenha esperado a vítima sair da empresa para abordá-la. Após o assassinato os dois fugiram e ainda não foram localizados.
Célia Márcia Santos Cirne era proprietária do Brasil Atacado, localizado na avenida João Pessoa e irmão do presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Cláudio Santos.
O delegado Cláudio Manoel informou que o caso é um latrocínio tentado. Imagens das câmeras de segurança de estabelecimentos da região mostram os bandidos fugindo do local do crime.
A Polícia Civil vai solicitar as imagens das câmeras para identificar os suspeitos.
MaisPB

Uma empresária foi assassinada durante a tarde deste sábado (24) na avenida Getúlio Vargas, no Centro de Campina Grande. De acordo com informações do Centro Integrado de Operações Policiais (CIOP), Célia Márcia Santos Cirne, de 69 anos, estava saindo da garagem do seu estabelecimento comercial quando foi abordada por um suspeito.
Um outro criminoso teria ficado esperando em uma motocicleta enquanto o primeiro entrou no estacionamento e praticou o crime. A polícia ainda não sabe o que teria motivado o criminoso a atirar contra a vítima que, atingida por um tiro no rosto, perdeu o controle do carro e colidiu contra um outro veículo.
A principal suspeita é que a empresária tenha se assustado com a abordagem, os bandidos entenderam como uma reação e atiraram. A bolsa da empresária foi levada pela dupla.
Em estado gravíssimo, ela ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu ao ferimento. A polícia suspeita que a dupla tenha esperado a vítima sair da empresa para abordá-la. Após o assassinato os dois fugiram e ainda não foram localizados.
Célia Márcia Santos Cirne era proprietária do Brasil Atacado, localizado na avenida João Pessoa e irmão do presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Cláudio Santos.
O delegado Cláudio Manoel informou que o caso é um latrocínio tentado. Imagens das câmeras de segurança de estabelecimentos da região mostram os bandidos fugindo do local do crime.
A Polícia Civil vai solicitar as imagens das câmeras para identificar os suspeitos.
MaisPB