Vigilante é achado morto dentro da escola onde trabalhava em Campina Grande

meninoO vigilante Fabiano Menino de Sousa Júnior, de 27 anos, foi achado morto na escola pública onde trabalhava, na madrugada deste sábado (7), em Cuités, na cidade de Campina Grande.

A polícia disse que o corpo foi achado depois que moradores da vizinhança ouviram tiros e acionaram a PM. Durante rondas, os policiais acharam a escola com portas abertas e encontraram o vigilante morto.

A suspeita é de que o criminoso tenha usado uma pedra para quebrar a janela da biblioteca onde o vigilante estava. Logo depois, o bandido já teria atirado para matar a vítima, que teria sido pega de surpresa.

Segundo a polícia, a arma dele e alguns pertences foram roubados, o que pode caracterizar o caso como latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Porém, a polícia adiantou que o crime não está esclarecido e que ainda não há suspeitos.

meninoO vigilante Fabiano Menino de Sousa Júnior, de 27 anos, foi achado morto na escola pública onde trabalhava, na madrugada deste sábado (7), em Cuités, na cidade de Campina Grande.

A polícia disse que o corpo foi achado depois que moradores da vizinhança ouviram tiros e acionaram a PM. Durante rondas, os policiais acharam a escola com portas abertas e encontraram o vigilante morto.

A suspeita é de que o criminoso tenha usado uma pedra para quebrar a janela da biblioteca onde o vigilante estava. Logo depois, o bandido já teria atirado para matar a vítima, que teria sido pega de surpresa.

Segundo a polícia, a arma dele e alguns pertences foram roubados, o que pode caracterizar o caso como latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Porém, a polícia adiantou que o crime não está esclarecido e que ainda não há suspeitos.