Filho de policial é morto em troca de tiros com Polícia Militar na Paraíba

Um jovem de 23 anos, filho de um policial militar reformado, morreu após ser baleado durante uma troca de tiros com uma equipe da Polícia Militar em um comunidade no bairro dos Funcionários, em João Pessoa, na noite de domingo (15). Segundo informações repassadas pela Delegacia de Homicídios de João Pessoa, o jovem atirou nos policiais, que revidaram e conseguiram baleá-lo.
Ainda de acordo com a Polícia Civil, o jovem foi socorrido por familiares e encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O rapaz deu entrada na unidade por volta das 20h30 (horário local) e passou por procedimentos médicos. Apesar do atendimento, o jovem não resistiu e morreu no hospital.
De acordo com o delegado Paulo Josafá, responsável por registrar o caso, o jovem morto é filho de um subtenente. “A arma do jovem foi recolhida pela Polícia Militar. Os policiais envolvidos foram ouvidos e o inquérito policial foi iniciado para apurar o fato”, explicou Paulo Josafá.
Conforme informações repassadas pelos familiares do jovem morto, ele tinha envolvimento com o tráfico de drogas. “Conversamos com o pai dele [o policial], ele nos contou que está muito sentido, mas que tinha um pressentimento de que algo de ruim poderia acontecer”, comentou.
G1 PB

Um jovem de 23 anos, filho de um policial militar reformado, morreu após ser baleado durante uma troca de tiros com uma equipe da Polícia Militar em um comunidade no bairro dos Funcionários, em João Pessoa, na noite de domingo (15). Segundo informações repassadas pela Delegacia de Homicídios de João Pessoa, o jovem atirou nos policiais, que revidaram e conseguiram baleá-lo.
Ainda de acordo com a Polícia Civil, o jovem foi socorrido por familiares e encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O rapaz deu entrada na unidade por volta das 20h30 (horário local) e passou por procedimentos médicos. Apesar do atendimento, o jovem não resistiu e morreu no hospital.
De acordo com o delegado Paulo Josafá, responsável por registrar o caso, o jovem morto é filho de um subtenente. “A arma do jovem foi recolhida pela Polícia Militar. Os policiais envolvidos foram ouvidos e o inquérito policial foi iniciado para apurar o fato”, explicou Paulo Josafá.
Conforme informações repassadas pelos familiares do jovem morto, ele tinha envolvimento com o tráfico de drogas. “Conversamos com o pai dele [o policial], ele nos contou que está muito sentido, mas que tinha um pressentimento de que algo de ruim poderia acontecer”, comentou.
G1 PB