Belo surpreende e atropela o Vitória pela Copa do Nordeste; Raposa vence o Uniclinic

Os dois times paraibanos que disputam a Copa do Nordeste se deram bem na segunda rodada da fase de grupos, disputada neste domingo (5).
O Botafogo-PB atropelou o Vitória no Estádio Almeidão, em João Pessoa, e agora é vice-líder do Grupo E. O Belo, no entanto, está empatado em número de pontos com os outros três clubes da chave.
Já o Campinense desafiou o Uniclinic na Arena Castelão, em Fortaleza, e venceu por 1 a 0. Com o resultado, o rubro-negro fica na vice-liderança do Grupo A, empatado numericamente com o primeiro colocado, o Santa Cruz-PE.

Veja como foram os jogos:

Botafogo-PB 4 x 2 Vitória
O primeiro gol do Belo saiu aos cinco minutos do primeiro tempo. O lateral direito Leandro Salino, do Vitória, falhou ao tentar cortar um passe do Botafogo-PB e a bola sobrou limpa para Fernandes, que chutou forte e deixou o goleiro Fernando Miguel sem chances.
Após a abertura do placar, os visitantes tentaram esboçar uma reação, mas não conseguiram driblar a defesa paraibana. Aos 11 minutos, um novo erro de Salino fez a bola ficar com Wanderson, que não perdoou e aumentou a vantagem do Belo.
Apostando no contra-ataque, os donos da casa ainda ameaçaram o time baiano aos 25 minutos. Depois, seguiram fortes na defesa e bloquearam as investidas do Vitória.
O Belo voltou com a mesma estratégia para o segundo tempo, mas o Vitória enfim furou a zaga paraibana e Cleiton Xavier conseguiu marcar, aos 4 minutos. O feito, no entanto, não assustou o Botafogo-PB, que partiu para o ataque e fez mais dois logo em seguida: aos 10, com Marcinho, e aos 11, com Wanderson.
O Vitória tentou correr atrás do prejuízo, mas o time do Botafogo-PB seguiu fechado. Os baianos só conseguiram diminuir a vantagem paraibana aos 34 minutos, em cobrança de falta. Fred chutou bem no ângulo e deixou o goleiro Michel Alves sem chances. Os dois times tentaram marcar mais gols, mas não tiveram êxito.

Uniclinic 0 x 1 Campinense
O Uniclinic começou a partida com confiança e quase abriu o placar aos 4 minutos. Porém, o Campinense logo começou a impor seu estilo de jogo e dominar a posse de bola. À medida que a Raposa criava boas jogadas e ameaçava marcar, os anfitriões ficavam acuados. Surgiram pelo menos três grandes chances de gol até Tiago Orobó abrir o placar. O atacante do Campinense recebeu lançamento de Fernando Pires e finalizou com categoria, aos 36 minutos.
No início da segunda etapa, Uniclinic e Campinense se mostraram no mesmo nível e fizeram disputa acirrada pela posse de bola e tentativas de ataque. A Raposa apostou na tranquilidade na hora de trocar passes. O objetivo certamente era se aproveitar de algum erro adversário. O Uniclinic não vacilou, mas também não conseguiu encostar no placar.
Porralcorreio

Os dois times paraibanos que disputam a Copa do Nordeste se deram bem na segunda rodada da fase de grupos, disputada neste domingo (5).
O Botafogo-PB atropelou o Vitória no Estádio Almeidão, em João Pessoa, e agora é vice-líder do Grupo E. O Belo, no entanto, está empatado em número de pontos com os outros três clubes da chave.
Já o Campinense desafiou o Uniclinic na Arena Castelão, em Fortaleza, e venceu por 1 a 0. Com o resultado, o rubro-negro fica na vice-liderança do Grupo A, empatado numericamente com o primeiro colocado, o Santa Cruz-PE.

Veja como foram os jogos:

Botafogo-PB 4 x 2 Vitória
O primeiro gol do Belo saiu aos cinco minutos do primeiro tempo. O lateral direito Leandro Salino, do Vitória, falhou ao tentar cortar um passe do Botafogo-PB e a bola sobrou limpa para Fernandes, que chutou forte e deixou o goleiro Fernando Miguel sem chances.
Após a abertura do placar, os visitantes tentaram esboçar uma reação, mas não conseguiram driblar a defesa paraibana. Aos 11 minutos, um novo erro de Salino fez a bola ficar com Wanderson, que não perdoou e aumentou a vantagem do Belo.
Apostando no contra-ataque, os donos da casa ainda ameaçaram o time baiano aos 25 minutos. Depois, seguiram fortes na defesa e bloquearam as investidas do Vitória.
O Belo voltou com a mesma estratégia para o segundo tempo, mas o Vitória enfim furou a zaga paraibana e Cleiton Xavier conseguiu marcar, aos 4 minutos. O feito, no entanto, não assustou o Botafogo-PB, que partiu para o ataque e fez mais dois logo em seguida: aos 10, com Marcinho, e aos 11, com Wanderson.
O Vitória tentou correr atrás do prejuízo, mas o time do Botafogo-PB seguiu fechado. Os baianos só conseguiram diminuir a vantagem paraibana aos 34 minutos, em cobrança de falta. Fred chutou bem no ângulo e deixou o goleiro Michel Alves sem chances. Os dois times tentaram marcar mais gols, mas não tiveram êxito.

Uniclinic 0 x 1 Campinense
O Uniclinic começou a partida com confiança e quase abriu o placar aos 4 minutos. Porém, o Campinense logo começou a impor seu estilo de jogo e dominar a posse de bola. À medida que a Raposa criava boas jogadas e ameaçava marcar, os anfitriões ficavam acuados. Surgiram pelo menos três grandes chances de gol até Tiago Orobó abrir o placar. O atacante do Campinense recebeu lançamento de Fernando Pires e finalizou com categoria, aos 36 minutos.
No início da segunda etapa, Uniclinic e Campinense se mostraram no mesmo nível e fizeram disputa acirrada pela posse de bola e tentativas de ataque. A Raposa apostou na tranquilidade na hora de trocar passes. O objetivo certamente era se aproveitar de algum erro adversário. O Uniclinic não vacilou, mas também não conseguiu encostar no placar.
Porralcorreio