CMCG está se estruturando financeiramente, afirma Ivonete Ludgério

A vereadora Ivonete Ludgério, presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, disse em entrevista à Campina FM nessa sexta, 17 que Câmara de Vereadores de Campina Grande está fisicamente estruturada e organizada, mas não financeiramente e a culpa não é dos gestores anteriores a ela, por que a crise é de longo prazo a Câmara sofreu com isso.
“Meu compromisso de campanha foi o de equiparar a estrutura física e financeira dos vereadores, isso era e é prioridade. Quero dar um toque feminino à Casa, colocando calma e equilíbrio no modelo de administrar”,destacou a vereadora.
Ivonete Ludgério disse também que Câmara e financeiramente transparente e para isso é necessário tomar medidas que possam parecer impopulares, mas que são importantes para enxugar as despesas e pagar as contas da Casa em dia em relação a pessoal e também com fornecedores. Ela frisou que esta é uma das suas principais metas administrativas e um outro compromisso foi o de dar igualdade de condições de trabalho a todos os gabinetes dos vereadores.
Outra afirmação da presidente foi de dar prioridade aos projetos do executivo por que estes são importantes para a cidade. Os projetos vão seguir os tramites oficiais e normais das matérias junto às comissões e não serão “engavetados” ou atrasados no caminho até as discussões em plenário.
“Isso também vai ser aplicado às matérias dos vereadores para que a sociedade entenda que o parlamentar trabalha todos dias da semana e por isso diminuímos o período de recesso e aumentamos os dias de trabalho para melhor contribuir com as demandas de Campina Grande”, frisou.
Por fim, Ivonete disse que vai ouvir os colegas em relação a eleição do segundo biênio, para não tomar decisões isoladas, mas que este tema não é prioridade para a presidência e que deve haver uma nova discussão para que haja respeito pela vontade da maioria dos vereadores.

A vereadora Ivonete Ludgério, presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, disse em entrevista à Campina FM nessa sexta, 17 que Câmara de Vereadores de Campina Grande está fisicamente estruturada e organizada, mas não financeiramente e a culpa não é dos gestores anteriores a ela, por que a crise é de longo prazo a Câmara sofreu com isso.
“Meu compromisso de campanha foi o de equiparar a estrutura física e financeira dos vereadores, isso era e é prioridade. Quero dar um toque feminino à Casa, colocando calma e equilíbrio no modelo de administrar”,destacou a vereadora.
Ivonete Ludgério disse também que Câmara e financeiramente transparente e para isso é necessário tomar medidas que possam parecer impopulares, mas que são importantes para enxugar as despesas e pagar as contas da Casa em dia em relação a pessoal e também com fornecedores. Ela frisou que esta é uma das suas principais metas administrativas e um outro compromisso foi o de dar igualdade de condições de trabalho a todos os gabinetes dos vereadores.
Outra afirmação da presidente foi de dar prioridade aos projetos do executivo por que estes são importantes para a cidade. Os projetos vão seguir os tramites oficiais e normais das matérias junto às comissões e não serão “engavetados” ou atrasados no caminho até as discussões em plenário.
“Isso também vai ser aplicado às matérias dos vereadores para que a sociedade entenda que o parlamentar trabalha todos dias da semana e por isso diminuímos o período de recesso e aumentamos os dias de trabalho para melhor contribuir com as demandas de Campina Grande”, frisou.
Por fim, Ivonete disse que vai ouvir os colegas em relação a eleição do segundo biênio, para não tomar decisões isoladas, mas que este tema não é prioridade para a presidência e que deve haver uma nova discussão para que haja respeito pela vontade da maioria dos vereadores.