Suspeito de ligação com o tráfico é executado com nove tiros em Campina Grande

Um homem, de 29 anos, foi executado, com nove disparos de arma de fogo, na noite dessa quinta-feira (23), no bairro das Malvinas, na cidade de Campina Grande, a 130 quilômetros de João Pessoa.

De acordo com informações da Polícia Militar, o crime teria ocorrido por volta das 22h20, quando a vítima estava próximo a quadra de uma quadrilha junina e foi surpreendida por dois suspeitos em uma moto que chegaram atirando pelas costas.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar ao local, a vítima já estava sem vida. Peritos da Polícia Civil também estiveram no local para realizar levantamentos e levar o corpo para o Instituto de Perícia Científica da cidade.

A delegada Tatiana Matos, responsável pelo caso, disse que a polícia não descarta a hipótese de um suposto acerto de contas, já que na casa do jovem foi encontrada uma grande quantidade de maconha e cocaína. Ele morava com uma avó e tios, mas a família não quis comentar o ocorrido.
Os suspeitos fugiram logo após o crime, e até o fechamento desta matéria não haviam sido localizados e presos.

Um homem, de 29 anos, foi executado, com nove disparos de arma de fogo, na noite dessa quinta-feira (23), no bairro das Malvinas, na cidade de Campina Grande, a 130 quilômetros de João Pessoa.

De acordo com informações da Polícia Militar, o crime teria ocorrido por volta das 22h20, quando a vítima estava próximo a quadra de uma quadrilha junina e foi surpreendida por dois suspeitos em uma moto que chegaram atirando pelas costas.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar ao local, a vítima já estava sem vida. Peritos da Polícia Civil também estiveram no local para realizar levantamentos e levar o corpo para o Instituto de Perícia Científica da cidade.

A delegada Tatiana Matos, responsável pelo caso, disse que a polícia não descarta a hipótese de um suposto acerto de contas, já que na casa do jovem foi encontrada uma grande quantidade de maconha e cocaína. Ele morava com uma avó e tios, mas a família não quis comentar o ocorrido.
Os suspeitos fugiram logo após o crime, e até o fechamento desta matéria não haviam sido localizados e presos.