Publicitário quer transformar Campina também em um grande centro médico durante o período de encontros religiosos

Partindo da prática de que durante o período de carnaval Campina Grande se transforma num imenso local de encontro de todas as religiões e reúne milhares de pessoas de todo o Brasil e até do exterior, o publicitário José Tadeu Pereira, da JTP, teve uma ideia simples, mas bastante útil e original, para aproveitar essa grande quantidade de pessoas na cidade.
Segundo Tadeu, a ideia seria transformar Campina também num grande centro médico, onde as pessoas não só da região, mas principalmente os visitantes, pudessem usufruir do sistema médico e de saúde para fazer exames de rotina que geralmente não conseguem fazer nos períodos normais por conta do corre-corre diário do trabalho.
O publicitário observou que geralmente quem participa dos encontros religiosos na cidade tem um período livre de tempo e é justamente esse tempo que seria usado para fazer um check cup completo da saúde, com exames de rotina, ultrassons, eletrocardiologia, etc. Os hospitais, clínicas e laboratórios entrariam em parceria com equipes de trabalho 24h e liberando os resultados no mesmo dia para que as pessoas quando voltassem para suas cidades de origem já soubessem como estava sua saúde, em todos os sentidos.
“Já conversei com alguns empresários e pessoas da área de saúde na região e todos gostaram da ideia”, disse Tadeu, afirmando ainda que é preciso pensar mais no projeto e como ele seria colocado em prática. Em termos de números de pessoas na cidade, somente para se ter uma ideia o encontro religioso promovido pela Vinacc, no Parque do Povo, recebe uma média de 100 mil pessoas durante o período, público esse que nunca seria reunido num tempo normal da semana para fazer exames de saúde.

Apolinário Pimentel
Redação

Partindo da prática de que durante o período de carnaval Campina Grande se transforma num imenso local de encontro de todas as religiões e reúne milhares de pessoas de todo o Brasil e até do exterior, o publicitário José Tadeu Pereira, da JTP, teve uma ideia simples, mas bastante útil e original, para aproveitar essa grande quantidade de pessoas na cidade.
Segundo Tadeu, a ideia seria transformar Campina também num grande centro médico, onde as pessoas não só da região, mas principalmente os visitantes, pudessem usufruir do sistema médico e de saúde para fazer exames de rotina que geralmente não conseguem fazer nos períodos normais por conta do corre-corre diário do trabalho.
O publicitário observou que geralmente quem participa dos encontros religiosos na cidade tem um período livre de tempo e é justamente esse tempo que seria usado para fazer um check cup completo da saúde, com exames de rotina, ultrassons, eletrocardiologia, etc. Os hospitais, clínicas e laboratórios entrariam em parceria com equipes de trabalho 24h e liberando os resultados no mesmo dia para que as pessoas quando voltassem para suas cidades de origem já soubessem como estava sua saúde, em todos os sentidos.
“Já conversei com alguns empresários e pessoas da área de saúde na região e todos gostaram da ideia”, disse Tadeu, afirmando ainda que é preciso pensar mais no projeto e como ele seria colocado em prática. Em termos de números de pessoas na cidade, somente para se ter uma ideia o encontro religioso promovido pela Vinacc, no Parque do Povo, recebe uma média de 100 mil pessoas durante o período, público esse que nunca seria reunido num tempo normal da semana para fazer exames de saúde.

Apolinário Pimentel
Redação