Assembleia celebra Dia do Jornalista com realização de sessão especial

A Assembleia Legislativa da Paraíba realizou, na manhã desta sexta-feira (7), sessão especial em comemoração ao Dia do Jornalista. A solenidade aconteceu no Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Paraíba, em João Pessoa, e foi proposta pelo deputado estadual Frei Anastácio. De acordo com o parlamentar, é a primeira vez que a Casa de Epitácio Pessoa presta esta homenagem à categoria com o merecimento diante do momento político e econômico do país.

O deputado Frei Anastácio, que presidiu a sessão, relatou estar muito feliz pela homenagem aos profissionais que sempre tiveram papel relevante na história do país. Para o parlamentar, o desenvolvimento de um pensamento crítico passa pela forma como o jornalista informa a sociedade. “O jornalista é aquele que cria e leva a opinião à população. Leva a população a ter na mente os fatos do dia a dia”, ressaltou.

Frei Anastácio também destacou a importância da categoria diante do momento de reformas pelo qual passa o Brasil e ressaltou que os profissionais da imprensa também podem ser prejudicados pelas mudanças econômicas e sociais proposta pela gestão atual do país. “Hoje os jornalista têm muito mais importância do que antes, diante do que vivenciamos na atual conjuntura nacional e com o golpe. Eles estão sendo também penalizados com a questão da terceirização, na questão de todas essas reformas que aí estão postas”, alertou.

A primeira sessão especial promovida pela ALPB para homenagear os jornalistas foi um momento histórico para a categoria, de acordo com o presidente interino do Sindicato dos Jornalistas, Antônio Nunes. Ele agradeceu pela iniciativa do deputado Frei Anastácio e acrescentou que ter com quem contar diante dos atuais desafios fortalece a categoria. “Nós temos a cada dia um desafio maior. A categoria tem sofrido muito neste momento de crise e, principalmente, porque estamos cada vez mais trabalhando de forma precária. Temos que avançar, que continuar nossa luta, nos juntarmos para que possamos vencer este momento tão difícil”, pontuou.

O diretor geral do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba, Land Seixas, disse que a realização da sessão especial pela ALPB em homenagem à categoria é fundamental para fazer um alerta aos profissionais da imprensa para que estes possam refletir sobre a profissão e adotar posicionamentos que possam trazer melhorias para os jornalistas. “Quase não aparecemos no cenário político local e nacional. Não vivemos um momento para comemorar, mas esta sessão especial foi fundamental porque podemos expor nossas reivindicações”, afirmou.

O evento, que contou com a presença do vereador de João Pessoa, Marcos Vinícius, de jornalistas, de representantes de entidades sindicais, associações, ONG’s, de estudantes e professores do curso de Jornalismo da Universidade Federal da Paraíba, serviu também para debater a respeito de questões salariais, reformas trabalhistas, entre outras reivindicações em prol da categoria.

HISTÓRIA

O Dia do Jornalista foi criado pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI), como uma homenagem a João Batista Libero Badaró, importante personalidade na luta pelo fim da monarquia portuguesa e Independência do Brasil.

Badaró foi assassinado no dia 22 de novembro de 1830, em São Paulo, por inimigos políticos. O crime aconteceu durante uma passeata em comemoração aos ideais libertários da Revolução Francesa. Foi o movimento popular gerado após se assassinato que levou o Imperador Dom Pedro I a abdicar do trono em 7 de abril de 1831. No entanto, a homenagem surgiu apenas cem anos depois, em 1931.

A Assembleia Legislativa da Paraíba realizou, na manhã desta sexta-feira (7), sessão especial em comemoração ao Dia do Jornalista. A solenidade aconteceu no Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Paraíba, em João Pessoa, e foi proposta pelo deputado estadual Frei Anastácio. De acordo com o parlamentar, é a primeira vez que a Casa de Epitácio Pessoa presta esta homenagem à categoria com o merecimento diante do momento político e econômico do país.

O deputado Frei Anastácio, que presidiu a sessão, relatou estar muito feliz pela homenagem aos profissionais que sempre tiveram papel relevante na história do país. Para o parlamentar, o desenvolvimento de um pensamento crítico passa pela forma como o jornalista informa a sociedade. “O jornalista é aquele que cria e leva a opinião à população. Leva a população a ter na mente os fatos do dia a dia”, ressaltou.

Frei Anastácio também destacou a importância da categoria diante do momento de reformas pelo qual passa o Brasil e ressaltou que os profissionais da imprensa também podem ser prejudicados pelas mudanças econômicas e sociais proposta pela gestão atual do país. “Hoje os jornalista têm muito mais importância do que antes, diante do que vivenciamos na atual conjuntura nacional e com o golpe. Eles estão sendo também penalizados com a questão da terceirização, na questão de todas essas reformas que aí estão postas”, alertou.

A primeira sessão especial promovida pela ALPB para homenagear os jornalistas foi um momento histórico para a categoria, de acordo com o presidente interino do Sindicato dos Jornalistas, Antônio Nunes. Ele agradeceu pela iniciativa do deputado Frei Anastácio e acrescentou que ter com quem contar diante dos atuais desafios fortalece a categoria. “Nós temos a cada dia um desafio maior. A categoria tem sofrido muito neste momento de crise e, principalmente, porque estamos cada vez mais trabalhando de forma precária. Temos que avançar, que continuar nossa luta, nos juntarmos para que possamos vencer este momento tão difícil”, pontuou.

O diretor geral do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba, Land Seixas, disse que a realização da sessão especial pela ALPB em homenagem à categoria é fundamental para fazer um alerta aos profissionais da imprensa para que estes possam refletir sobre a profissão e adotar posicionamentos que possam trazer melhorias para os jornalistas. “Quase não aparecemos no cenário político local e nacional. Não vivemos um momento para comemorar, mas esta sessão especial foi fundamental porque podemos expor nossas reivindicações”, afirmou.

O evento, que contou com a presença do vereador de João Pessoa, Marcos Vinícius, de jornalistas, de representantes de entidades sindicais, associações, ONG’s, de estudantes e professores do curso de Jornalismo da Universidade Federal da Paraíba, serviu também para debater a respeito de questões salariais, reformas trabalhistas, entre outras reivindicações em prol da categoria.

HISTÓRIA

O Dia do Jornalista foi criado pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI), como uma homenagem a João Batista Libero Badaró, importante personalidade na luta pelo fim da monarquia portuguesa e Independência do Brasil.

Badaró foi assassinado no dia 22 de novembro de 1830, em São Paulo, por inimigos políticos. O crime aconteceu durante uma passeata em comemoração aos ideais libertários da Revolução Francesa. Foi o movimento popular gerado após se assassinato que levou o Imperador Dom Pedro I a abdicar do trono em 7 de abril de 1831. No entanto, a homenagem surgiu apenas cem anos depois, em 1931.