Sindicato dos Urbanitários realiza assembléia quarta para decidir sobre a greve geral

greveO Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb), através do seu presidente, Wilton Maia Velez, está convocando os servidores da Cagepa, Energisa, Chesf e Termelétrica, para uma assembleia geral nesta quarta-feira, 12, às 18h30, no auditório da entidade, para deliberar sobre a participação do segmento na Greve Geral que está sendo convocada para o dia 28 deste mês, contra a reforma da Previdência e a terceirização já aprovada pela Câmara.

Entende Wilton Maia, que não basta apenas a categoria estar consciente dos prejuízos que terão daqui por diante a partir destas iniciativas nefastas do Governo Federal: “Temos que externar publicamente nossa revolta, ir às ruas e apresentar ao povo os que estão tramando contra os trabalhadores”.

“A Reforma da Previdência é um gesto monstruoso desse Governo golpista. Aposentadoria mínima aos 65 anos de idade é ceifar todos os planos de quem passou tanto tempo esperando para gozar os últimos instantes da sua vida, ao lado da família e dos amigos”, destacou Wilton.

Sobre a terceirização, Wilton Maia esclareceu: “todos os funcionários das empresas, fábricas e demais serviços, poderão ser contratados via uma empresa terceirizada. As consequências para os trabalhadores serão drásticas, pois sabemos que em média, os trabalhadores terceirizados ganham 25% a menos de salário e trabalham três horas a mais que os contratados diretos. Além disso, os terceirizados são as maiores vítimas de acidentes de trabalho. Ou seja, é um projeto que beneficia apenas aos patrões, que terão mão de obra mais barata trabalhando mais e com menos direitos, legalizando assim, a morte dos trabalhadores em pleno serviço”.

O Sindicato dos Urbanitários fica localizado na rua Tavares Cavalcante, 199, centro, próximo da antiga rodoviária

greveO Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb), através do seu presidente, Wilton Maia Velez, está convocando os servidores da Cagepa, Energisa, Chesf e Termelétrica, para uma assembleia geral nesta quarta-feira, 12, às 18h30, no auditório da entidade, para deliberar sobre a participação do segmento na Greve Geral que está sendo convocada para o dia 28 deste mês, contra a reforma da Previdência e a terceirização já aprovada pela Câmara.

Entende Wilton Maia, que não basta apenas a categoria estar consciente dos prejuízos que terão daqui por diante a partir destas iniciativas nefastas do Governo Federal: “Temos que externar publicamente nossa revolta, ir às ruas e apresentar ao povo os que estão tramando contra os trabalhadores”.

“A Reforma da Previdência é um gesto monstruoso desse Governo golpista. Aposentadoria mínima aos 65 anos de idade é ceifar todos os planos de quem passou tanto tempo esperando para gozar os últimos instantes da sua vida, ao lado da família e dos amigos”, destacou Wilton.

Sobre a terceirização, Wilton Maia esclareceu: “todos os funcionários das empresas, fábricas e demais serviços, poderão ser contratados via uma empresa terceirizada. As consequências para os trabalhadores serão drásticas, pois sabemos que em média, os trabalhadores terceirizados ganham 25% a menos de salário e trabalham três horas a mais que os contratados diretos. Além disso, os terceirizados são as maiores vítimas de acidentes de trabalho. Ou seja, é um projeto que beneficia apenas aos patrões, que terão mão de obra mais barata trabalhando mais e com menos direitos, legalizando assim, a morte dos trabalhadores em pleno serviço”.

O Sindicato dos Urbanitários fica localizado na rua Tavares Cavalcante, 199, centro, próximo da antiga rodoviária