FPF define juízes das finais do Campeonato Paraibano

No fim da tarde dessa terça-feira (25), a Federação Paraibana de Futebol (FPF) divulgou os quintetos de arbitragens que serão responsáveis pelas duas partidas da final do campeonato estadual.

Após reunião com dirigentes de Botafogo-PB e Treze, clubes que farão a decisão, a entidade que comanda o futebol da Paraíba anunciou o resultado do sorteio que definiu os homens do apito.

Para a primeira partida, que será disputada no próximo domingo (30), às 18h30, no estádio Amigão, em Campina Grande, o responsável será João Bosco Sátiro, que terá o auxílio de Kildenn Tadeu e Broney Machado. Josemarques Domigues e Diego Roberto fecham o quinteto.

Já em João Pessoa, na segunda e decisiva partida das finais, marcada para o dia 7 de maio, também às 18h30, no estádio Almeidão, a arbitragem ficará por conta de Renan Roberto, que será auxiliado por Oberto Santos e José Maria Neto, com o quinteto sendo completado por Éder Caxias e Renan Guilherme.

Belo e Galo voltam a decidir o Paraibano após quatro temporadas. Em 2013 o time da capital foi campeão após perder por 1 a 0 jogando em casa e vencer o segundo jogo por 3 a 0 em Campina Grande, quebrando um jejum de dez anos sem títulos.

No fim da tarde dessa terça-feira (25), a Federação Paraibana de Futebol (FPF) divulgou os quintetos de arbitragens que serão responsáveis pelas duas partidas da final do campeonato estadual.

Após reunião com dirigentes de Botafogo-PB e Treze, clubes que farão a decisão, a entidade que comanda o futebol da Paraíba anunciou o resultado do sorteio que definiu os homens do apito.

Para a primeira partida, que será disputada no próximo domingo (30), às 18h30, no estádio Amigão, em Campina Grande, o responsável será João Bosco Sátiro, que terá o auxílio de Kildenn Tadeu e Broney Machado. Josemarques Domigues e Diego Roberto fecham o quinteto.

Já em João Pessoa, na segunda e decisiva partida das finais, marcada para o dia 7 de maio, também às 18h30, no estádio Almeidão, a arbitragem ficará por conta de Renan Roberto, que será auxiliado por Oberto Santos e José Maria Neto, com o quinteto sendo completado por Éder Caxias e Renan Guilherme.

Belo e Galo voltam a decidir o Paraibano após quatro temporadas. Em 2013 o time da capital foi campeão após perder por 1 a 0 jogando em casa e vencer o segundo jogo por 3 a 0 em Campina Grande, quebrando um jejum de dez anos sem títulos.