Protestando contra as reformas, milhares de trabalhadores ocuparam as ruas de Campina Grande

sintabCGContra as reformas que retiram direitos históricos dos trabalhadores brasileiros, servidores de diversas cidades, organizados pelo SINTAB, uniram forças com diversos movimentos sociais, entidades de classes, órgãos e com a população campinense para fazerem a maior Greve Geral que o Brasil já teve.
Os servidores municipais das diversas cidades da base do SINTAB iniciaram o movimento às 8:00H, organizados na AABB, onde foram confeccionadas camisas, distribuídos cartazes e faixas. Posteriormente, saíram em caminhada pelas principais ruas centrais de Campina Grande onde somaram-se aos diversos segmentos que também protestavam e convidavam os trabalhadores que estavam nas lojas pra se unirem ao movimento, pois também serão prejudicados caso todas as reformas sejam aprovadas.
O diretor de comunicação do sindicato, Napoleão Maracajá, ressaltou a grandiosidade do movimento, ele afirmou que “Foi um movimento muito forte, vitorioso e espero que não seja necessário realizar outro, espero também que os deputados tenham recebido o recado, pois o povo brasileiro não aceita reforma da previdência e não aceita reforma trabalhista nos termos que estão sendo propostos. Mesmo com ameaças por membros da gestão municipal os trabalhadores se fizeram presentes, pois o que estamos sofrendo é o desmonte do estado brasileiro, o desmonte da constituição de 1988, o objetivo é despir a classe trabalhadora dos seus direitos, deixando-os no estado máximo de exploração, precisamos resistir bravamente em nome do povo brasileiro, do povo pobre, que acorda cedo, que bate cartão, que paga seus impostos em dia e que é tão atacado por alguns medíocres a serviço de um capital selvagem e perverso. Por isso tudo, vamos continuar reagindo, dentro do campo da civilidade, do respeito, mas precisamos reagir com contundência a todos esses ataques e o povo brasileiro dará nas urnas a resposta aqueles que hoje votam pela retirada de direitos.” finalizou Napoleão.
O Sintab agradece todos os servidores e diretores de toda sua base que se fizeram presentes nesse importante dia de luta, pois sem eles o movimento não teria a proporção que teve e espera que esse dia de greve possa fazer com que mais trabalhadores tomem conhecimento de todo o prejuízo que terão e juntem-se a luta por nenhum direito a menos.

Carlos Domingos
Assessoria de Imprensa – DRT: 3374-PB

sintabCGContra as reformas que retiram direitos históricos dos trabalhadores brasileiros, servidores de diversas cidades, organizados pelo SINTAB, uniram forças com diversos movimentos sociais, entidades de classes, órgãos e com a população campinense para fazerem a maior Greve Geral que o Brasil já teve.
Os servidores municipais das diversas cidades da base do SINTAB iniciaram o movimento às 8:00H, organizados na AABB, onde foram confeccionadas camisas, distribuídos cartazes e faixas. Posteriormente, saíram em caminhada pelas principais ruas centrais de Campina Grande onde somaram-se aos diversos segmentos que também protestavam e convidavam os trabalhadores que estavam nas lojas pra se unirem ao movimento, pois também serão prejudicados caso todas as reformas sejam aprovadas.
O diretor de comunicação do sindicato, Napoleão Maracajá, ressaltou a grandiosidade do movimento, ele afirmou que “Foi um movimento muito forte, vitorioso e espero que não seja necessário realizar outro, espero também que os deputados tenham recebido o recado, pois o povo brasileiro não aceita reforma da previdência e não aceita reforma trabalhista nos termos que estão sendo propostos. Mesmo com ameaças por membros da gestão municipal os trabalhadores se fizeram presentes, pois o que estamos sofrendo é o desmonte do estado brasileiro, o desmonte da constituição de 1988, o objetivo é despir a classe trabalhadora dos seus direitos, deixando-os no estado máximo de exploração, precisamos resistir bravamente em nome do povo brasileiro, do povo pobre, que acorda cedo, que bate cartão, que paga seus impostos em dia e que é tão atacado por alguns medíocres a serviço de um capital selvagem e perverso. Por isso tudo, vamos continuar reagindo, dentro do campo da civilidade, do respeito, mas precisamos reagir com contundência a todos esses ataques e o povo brasileiro dará nas urnas a resposta aqueles que hoje votam pela retirada de direitos.” finalizou Napoleão.
O Sintab agradece todos os servidores e diretores de toda sua base que se fizeram presentes nesse importante dia de luta, pois sem eles o movimento não teria a proporção que teve e espera que esse dia de greve possa fazer com que mais trabalhadores tomem conhecimento de todo o prejuízo que terão e juntem-se a luta por nenhum direito a menos.

Carlos Domingos
Assessoria de Imprensa – DRT: 3374-PB