Presidente da Fiep sobre o Brasil: “Eu sinto um cheiro de parlamentarismo no ar”

O presidente da Federação da Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Francisco Buega Gadelha, falou sobre as reformas da Previdência Social e trabalhista acreditando que será o legado deixado pelo presidente da República, Michel Temer.
Ele também defende a realização de uma reforma tributária e política no país.
– Eu sinto um cheiro de parlamentarismo no ar. Ultimamente, eu tenho observado muito o que acontece na Turquia, que tem uma semelhança de PIB e per capta com o do Brasil. Não sei porque interessa ao mundo europeu, como interessa ao Brasil e ao mundo americano liderado pelos Estados Unidos. O tratamento que é dado a Turquia é muito parecido com o tratamento que é dado ao Brasil. Eu sinto que essa confusão generalizada vai ter uma saída. Agora, estão criando uma situação que vemos um “beco sem saída” e parece que a saída vai ser pelo parlamentarismo – comentou Gadelha.

O presidente da Federação da Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Francisco Buega Gadelha, falou sobre as reformas da Previdência Social e trabalhista acreditando que será o legado deixado pelo presidente da República, Michel Temer.
Ele também defende a realização de uma reforma tributária e política no país.
– Eu sinto um cheiro de parlamentarismo no ar. Ultimamente, eu tenho observado muito o que acontece na Turquia, que tem uma semelhança de PIB e per capta com o do Brasil. Não sei porque interessa ao mundo europeu, como interessa ao Brasil e ao mundo americano liderado pelos Estados Unidos. O tratamento que é dado a Turquia é muito parecido com o tratamento que é dado ao Brasil. Eu sinto que essa confusão generalizada vai ter uma saída. Agora, estão criando uma situação que vemos um “beco sem saída” e parece que a saída vai ser pelo parlamentarismo – comentou Gadelha.