Veja como ficaria Presidência caso Temer sofra impeachment ou seja cassado

O escândalo envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB), gravado por delatores da Lava Jato dando respaldo à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), pode levar o Brasil a ter um novo presidente, caso Temer renuncie, sofra impeachment ou seja cassado. Veja abaixo o que poderá ocorrer com a suposta saída do presidente.

Segundo o site NE10, caso deixe o cargo, Temer será automaticamente substituído pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). Além de Maia, também estão na linha sucessória da Presidência o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), e a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia.

Porém, segundo a Constituição, Maia ficaria no cargo por prazo máximo de 30 dias, quando Congresso realizaria eleições indiretas para os cargos de presidente e vice-presidente do Brasil.

Na eleição indireta, os novos presidente e vice precisam levar 298 votos dos 513 deputados federais e 81 senadores. Porém, para concorrer, os candidatos precisam ter 35 anos e possuir filiação a um partido político. Além disso, políticos que não estejam ocupando cargo no Congresso também podem ser eleitos.

O escândalo envolvendo o presidente Michel Temer (PMDB), gravado por delatores da Lava Jato dando respaldo à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), pode levar o Brasil a ter um novo presidente, caso Temer renuncie, sofra impeachment ou seja cassado. Veja abaixo o que poderá ocorrer com a suposta saída do presidente.

Segundo o site NE10, caso deixe o cargo, Temer será automaticamente substituído pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM). Além de Maia, também estão na linha sucessória da Presidência o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), e a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia.

Porém, segundo a Constituição, Maia ficaria no cargo por prazo máximo de 30 dias, quando Congresso realizaria eleições indiretas para os cargos de presidente e vice-presidente do Brasil.

Na eleição indireta, os novos presidente e vice precisam levar 298 votos dos 513 deputados federais e 81 senadores. Porém, para concorrer, os candidatos precisam ter 35 anos e possuir filiação a um partido político. Além disso, políticos que não estejam ocupando cargo no Congresso também podem ser eleitos.