Nova York reforça medidas de segurança após explosão em Manchester

22Autoridades de Nova York reforçaram as medidas de segurança em áreas sensíveis após a explosão na cidade britânica de Manchester, apesar de não haver indícios de ameaça ao território americano.
O governador de Nova York, Andrew Cuomo, informou ter ordenado patrulhamento adicional em “locais proeminentes”, incluindo aeroportos e metrôs, “para uma maior precaução”, após o ataque ao final do show da cantora pop americana Ariana Grande.
“Este evidente ato de terrorismo, que teve como alvo um show ao qual assistiam milhares de adolescentes e jovens, é um ataque inexplicável e detestável aos nossos valores universais como seres humanos”, assinalou Cuomo.
“Um ataque a um é um ataque a todos, e Nova York se solidariza com o povo britânico e com nossos amigos em todo o mundo contra as forças do ódio e do terror”.
O departamento de Segurança Interna dos EUA informou que está trabalhando para reunir informação e auxiliar as investigações dos britânicos.
“Neste momento, não temos informação que indique ameaça específica crível que envolva casas de shows nos Estados Unidos”.
MSN

22Autoridades de Nova York reforçaram as medidas de segurança em áreas sensíveis após a explosão na cidade britânica de Manchester, apesar de não haver indícios de ameaça ao território americano.
O governador de Nova York, Andrew Cuomo, informou ter ordenado patrulhamento adicional em “locais proeminentes”, incluindo aeroportos e metrôs, “para uma maior precaução”, após o ataque ao final do show da cantora pop americana Ariana Grande.
“Este evidente ato de terrorismo, que teve como alvo um show ao qual assistiam milhares de adolescentes e jovens, é um ataque inexplicável e detestável aos nossos valores universais como seres humanos”, assinalou Cuomo.
“Um ataque a um é um ataque a todos, e Nova York se solidariza com o povo britânico e com nossos amigos em todo o mundo contra as forças do ódio e do terror”.
O departamento de Segurança Interna dos EUA informou que está trabalhando para reunir informação e auxiliar as investigações dos britânicos.
“Neste momento, não temos informação que indique ameaça específica crível que envolva casas de shows nos Estados Unidos”.
MSN