Assembleia reconhece Rádio Tabajara como Patrimônio Cultural da Paraíba

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta segunda-feira (12), uma Sessão Especial em homenagem aos 124 anos do Jornal A União e aos 80 anos da Rádio Tabajara. A Casa Legislativa reconheceu, durante a solenidade, a Rádio Tabajara como Patrimônio Cultural da Paraíba.

A Sessão foi proposta pelo deputado Hervázio Bezerra e contou com a presença de profissionais de imprensa, auxiliares do Governo do Estado e representantes de entidades de classe. Durante a solenidade, ocorreu também o lançamento do livro do jornalista Josélio Carneiro, obra que reúne 70 depoimentos e uma história contada por meio de 140 fotografias, dos anos 1930 aos dias atuais.

O deputado Hervázio Bezerra destacou que, além de ter sido uma escola de jornalismo para muitos profissionais que atuam na imprensa local e nacional, os veículos oficiais representam a história da Paraíba. “São veículos que levam informação, retratam o dia a dia da população paraibana, informam sobre as ações de governo. Além de um celeiro de profissionais, contam a história do estado”, afirmou.

A superintendente da Rádio Tabajara, Duda Santos, também agradeceu a homenagem da Casa Epitácio Pessoa. “Os paraibanos tiveram a oportunidade de ouvir a narração de grandes jogos da Copa do Mundo, grandes programas de auditório, acontecimentos relevantes. O grande desafio é avançar preservando essa história, que deixa a todos nós muito orgulhosos”, completou.

Já o diretor-administrativo de A União, Murilo Padilha, disse que os profissionais do veículo recebem com satisfação a homenagem da Assembleia. “Somos um dos poucos jornais oficiais em circulação no Brasil, com 124 anos de história contada com muita ética, muito respeito ao leitor”, destacou.

O presidente da Associação Paraibana de Imprensa (API), João Pinto, ressaltou a importância de A União e da Rádio Tabajara para o estado da Paraíba. “São dois veículos com relevantes serviços prestados à sociedade paraibana ao longo desses anos, informando com ética e responsabilidade”, disse.

Participaram ainda da Sessão Especial o deputado João Gonçalves e o ex-deputado Ramalho Leite, também ex-superintendente de A União, entre outras autoridades.

O livro – O livro Rádio Tabajara – Patrimônio Cultural do Estado da Paraíba, de autoria do jornalista Josélio Carneiro, reúne, ao todo, 70 depoimentos, incluindo nomes como Jadir Camargo, Airton José, Ana Paula, Spencer Hartman, Walter Lins e Humberto Lucena.

Em 200 páginas, são contados os principais fatos dos 80 anos da emissora oficial do Governo do Estado, com o auxílio de 140 fotografias, dos anos de 1930 aos dias atuais. “Esse é o segundo livro sobre a história da Rádio Tabajara. Neste segundo momento, contemplamos o depoimento de outros profissionais que fizeram parte da emissora, assim como momentos importantes desse veículo”, explicou Josélio Carneiro.

A radialista Ana Paula começou a história dela na Rádio Tabajara em 1962. Ana Paula pontuou que a obra do jornalista Josélio Carneiro é fundamental para ela e outros profissionais. “Na Rádio Tabajara eu vivi os melhores momentos da minha vida e também passei muitas dificuldades ao lado dos meus colegas. Acho que esse livro ajuda na preservação dessas histórias”, finalizou.

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta segunda-feira (12), uma Sessão Especial em homenagem aos 124 anos do Jornal A União e aos 80 anos da Rádio Tabajara. A Casa Legislativa reconheceu, durante a solenidade, a Rádio Tabajara como Patrimônio Cultural da Paraíba.

A Sessão foi proposta pelo deputado Hervázio Bezerra e contou com a presença de profissionais de imprensa, auxiliares do Governo do Estado e representantes de entidades de classe. Durante a solenidade, ocorreu também o lançamento do livro do jornalista Josélio Carneiro, obra que reúne 70 depoimentos e uma história contada por meio de 140 fotografias, dos anos 1930 aos dias atuais.

O deputado Hervázio Bezerra destacou que, além de ter sido uma escola de jornalismo para muitos profissionais que atuam na imprensa local e nacional, os veículos oficiais representam a história da Paraíba. “São veículos que levam informação, retratam o dia a dia da população paraibana, informam sobre as ações de governo. Além de um celeiro de profissionais, contam a história do estado”, afirmou.

A superintendente da Rádio Tabajara, Duda Santos, também agradeceu a homenagem da Casa Epitácio Pessoa. “Os paraibanos tiveram a oportunidade de ouvir a narração de grandes jogos da Copa do Mundo, grandes programas de auditório, acontecimentos relevantes. O grande desafio é avançar preservando essa história, que deixa a todos nós muito orgulhosos”, completou.

Já o diretor-administrativo de A União, Murilo Padilha, disse que os profissionais do veículo recebem com satisfação a homenagem da Assembleia. “Somos um dos poucos jornais oficiais em circulação no Brasil, com 124 anos de história contada com muita ética, muito respeito ao leitor”, destacou.

O presidente da Associação Paraibana de Imprensa (API), João Pinto, ressaltou a importância de A União e da Rádio Tabajara para o estado da Paraíba. “São dois veículos com relevantes serviços prestados à sociedade paraibana ao longo desses anos, informando com ética e responsabilidade”, disse.

Participaram ainda da Sessão Especial o deputado João Gonçalves e o ex-deputado Ramalho Leite, também ex-superintendente de A União, entre outras autoridades.

O livro – O livro Rádio Tabajara – Patrimônio Cultural do Estado da Paraíba, de autoria do jornalista Josélio Carneiro, reúne, ao todo, 70 depoimentos, incluindo nomes como Jadir Camargo, Airton José, Ana Paula, Spencer Hartman, Walter Lins e Humberto Lucena.

Em 200 páginas, são contados os principais fatos dos 80 anos da emissora oficial do Governo do Estado, com o auxílio de 140 fotografias, dos anos de 1930 aos dias atuais. “Esse é o segundo livro sobre a história da Rádio Tabajara. Neste segundo momento, contemplamos o depoimento de outros profissionais que fizeram parte da emissora, assim como momentos importantes desse veículo”, explicou Josélio Carneiro.

A radialista Ana Paula começou a história dela na Rádio Tabajara em 1962. Ana Paula pontuou que a obra do jornalista Josélio Carneiro é fundamental para ela e outros profissionais. “Na Rádio Tabajara eu vivi os melhores momentos da minha vida e também passei muitas dificuldades ao lado dos meus colegas. Acho que esse livro ajuda na preservação dessas histórias”, finalizou.